Filial do City, ex-clube de Calleri e algoz do Nacional, conheça os times recém-promovidos no Uruguai

Diferentemente do Brasil, no paisito apenas três equipes ascendem da segunda divisão
temporada uruguaia dos recém-promovidos

Desclausurando o Uruguaio é uma coluna semanal com o intuito de explorar histórias, curiosidades e tudo o que envolve o futebol bicampeão mundial. Por certo, o tema dessa semana será os três promovidos para a Primera División em 2020. Na edição de número 117 do certame, Montevideo City Torque, Deportivo Maldonado e Rentistas ascenderam da segundona. Decerto, grande parte do público brasileiro sequer sabia da existência desses clubes. Assim, nós do Futebol na Veia vamos apresenta-los a vocês caros leitores.

MONTEVIDEO TORQUE CITY (CAMPEÃO)

Campeão da Segunda División em 2019, o Torque passou por grandes mudanças no fim do mesmo ano. Em virtude do time pertencer ao mesmos proprietários do Manchester City, a equipe adotou um novo escudo, bem parecido ao do seu “primo” inglês. Além disso, os termos “Montevideo” e “City” foram adicionados ao nome da instituição uruguaia. Contudo, antes das tranformações, os promovidos terminaram na 1ª colocação da segundona e garantiram vaga na elite do paisito. Fundado em 2007, e adquirido pelo City Football Group, o jovem time de apenas 12 anos fará apenas a sua segunda participação na primeira divisão uruguaia.

Mesmo possuindo grande parte do elenco campeão, a diretoria de La T recorreu ao mercado e adquiriu alguns atletas. No total foram seis contratações, dentre elas estão: Matias Santos (Nueva Chicago-ARG), Diego Arismendi (Racing-URU) e Marcelo Allende (Deportes Magallanes-CHI). Outro trunfo do Torque para 2020 são as permanências de Gustavo del Prete, Matías Cóccaro, Álvaro Brun e do técnico Pablo Marini.

Clubes que pertencem aos mesmos donos do Manchester City (Rperodução/TheSun)

DEPORTIVO MALDONADO (VICE-CAMPEÃO)

Oriundo de Maldonado, cidade localizada há 3 km da turística Punta del Este, o Depor possui apenas seis participações na Primera. O retorno à elite aconteceu após 15 temporadas consecutivas na segundona. Oito destaques dos recém-promovidos renovaram seu vínculo junto ao clube, e outros 10 desembarcaram no Domingo Burgueño. Quatro deles são provenientes da América do Sul: Matías Tellechea (Cerro Largo), Hernán Toledo (Banfield-ARG), Agustín Sant’ Anna (Nacional) e Facundo Rodríguez (Cerro Largo). Outros três vieram do Velho Continente: Mauro Burruchaga (Chievo-ITA), Facundo Batista (Acadêmico Viseu-POR) e Santiago  Carrera (Bisceglie-ITA). Entretanto, algumas peças deixaram a equipe.

Os três maiores desfalques ficaram por conta de: Hamilton Pereira (Cerro Largo), Gastón Alvite (Racing) e Walter Ibañez (sem clube). Há exatos quatro anos Jonathan Calleri também deixava o Depor. Diferentemente dos nomes acima, Calleri sequer defendeu as cores do time. Contudo, havia, de fato, um contrato entre o Deportivo Maldonado e o argentino, mas o vínculo foi criado apenas por motivos de futuros ganhos financeiros. Ou seja, quando terceiros compram todo ou parte dos direitos econômicos de um atleta. Mecanismo esse que é mais conhecido como Third-Party Ownership (TPO). Atualmente proibido pela FIFA.

Jonathan Calleri no São Paulo em 2016 (Maurício Rummens / Foto Arena)

RENTISTAS (VENCEDOR DO PLAY-OFF)

Por último, mas não menos importante, temos Los Rojos de Montevideo. Antes de contar um pouco de sua história, devemos abordar a estreia da equipe na Primera División 2020. Afinal, os promovidos protagonizaram uma “zebraça” ao vencer o Nacional, 47 vezes campeão uruguaio. No dia 16 de fevereiro os jogadores Maximiliano Falcón e Renato César marcaram os gols do inédito triunfo. Tanto Falcón quanto César partciparam da campanha na segunda divisão de 2019, que culminou no 3º lugar. Desse modo, o elenco comandando por Alejandro Capuccio disputou o play-off do acesso.

Alguns destaques, não somente da classificatória para a elite, como também de toda a jornada, foram: Hector Acuña, Maximiliano Callorda e Bernardo Longo. Todavia, os três atletas deixaram a instituição. Assim, a diretoria Roja recorreu ao mercado e adquiriu oito jogadores. Dentre eles estão: Robert Ergas (Albacete-ESP), Mauro Valiente (Talleres-ARG) e Carlos Villalba (Talleres-ARG).

Rentistas x Nacional

Jogadores do Rentistas comemorando a vitória sobre o Nacional (Reprodução/Twitter)

Foto destaque: Reprodução/Internet

Luciano Massi

Sobre Luciano Massi

Luciano Massi já escreveu 267 posts nesse site..

Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

365 Scores

BetWarrior


Luciano Massi
Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Artigos Relacionados

Topo