Felipão pode pintar no Boca Juniors na próxima temporada

Clube espera eleições presidenciais para decidir as negociações com o ex-técnico do Palmeiras
Felipão Boca Juniors

Em 2018, o Palmeiras chegou até as semifinais da Libertadores da América, e fazia até ali grande campanha. Entretanto, os comandados de Felipão foram derrotados pelo Boca Juniors e ficaram de fora da final do ano passado. Curiosamente, mais de uma época depois, o técnico e a equipe argentina voltam a circular nos mesmos tabloides e manchetes. Dessa forma, os Xeneizes desejam contar com Luiz Felipe Scolari a frente da área técnica do time em 2020. Mas para isso, se espera o resultado das eleições presidenciais do clube.

INTERESSE DO BOCA JUNIORS EM FELIPÃO

O começo do interesse em Felipão pelo Boca Juniors se dá as vésperas das eleições presidenciais da equipe. O candidato José Beraldi admitiu que o nome do ex-técnico das seleções do Brasil e de Portugal é o seu favorito para assumir os Xeneizes em 2020. Dessa forma, mesmo sem ter a corrida às urnas acontecido, o pretendente ao cargo executivo do clube argentino falou ao Olé da Argentina que já iniciou conversas com Luiz Felipe Scolari. Além disso, poderia ser uma chave para convencer Paolo Guerrero vestir a camisa Azul y Oro na próxima temporada.

O técnico está sem clube desde o início de setembro, quando foi demitido do Palmeiras, após derrota sofrida para o Flamengo por 3 x 0 no Brasileirão. Entretanto, Felipão não é o único treinador na mira do Boca Juniors. Dessa forma, Martín Palermo, ídolo do clube também pode pintar no time. Além disso, outro nome ventilado nos Xeneizes é o de Miguel Ángel Russo. Este último tem história no clube, pois era o comandante no último título de Libertadores dos argentinos, em 2007.

OUTRAS PROPOSTAS

Entretanto, além do Boca Juniors, Felipão possui outras propostas para voltar ao futebol. A principal delas seria para ser treinador da seleção chinesa. Os asiáticos estão sem um comandante desde quando Marcelo Lippi pediu demissão do cargo. Com isso, buscam um nome com identificação no país, e isso, Scolari tem de sobra. Anteriormente, o técnico comandou o Guangzhou Evergrande para um tricampeonato nacional em 2015, 2016 e 2017.

Foto destaque: Sergio Pérez/Reuters

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 317 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

BetWarrior

Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo