Exclusiva com Gelson, destaque do Volta Redonda na Série C

Em entrevista ao FNV, volante fala sobre sua primeira temporada no Rio de Janeiro
Gelson - Volta Redonda

Gelson é um volante de 25 anos que chegou ao Volta Redonda no final do ano passado para a disputa do Estadual e da Série C do Campeonato Brasileiro. Revelado pelo Sobradinho-DF, também já jogou por Goiás, Tombense-MG, Concórdia-SC e Tubarão-SC. Mas o jogador vem se destacando com ótimas apresentações e, até agora, disputou todas as partidas da Série C como titular do clube carioca. Veja todos os detalhes da entrevista.

ENTREVISTA – GELSON

Contratado pelo Volta Redonda no final do ano passado para reforçar a equipe para a disputa do Estadual e Série C do Brasileirão. Quais são as pretensões do clube nesse ano?

“Na verdade o Volta Redonda queria apagar a temporada ruim que fez em 2018 e recomeçar 2019 com um bom Estadual e conquistar o tão sonhado acesso a Série B. Então, no Estadual fizemos uma campanha relativamente positiva. Agora queremos esse acesso.”

Apesar de atuar como um meio-campista defensivo, logo na estreia do time diante da torcida pôde marcar um gol no Campeonato Carioca. Como foi a adaptação ao futebol carioca? Teve dificuldades?

“Quando se tem um grupo bom, um grupo fechado, tudo fica fácil e é o caso nosso no Volta Redonda. Não tive problemas na adaptação e fiquei muito feliz em fazer o gol.”

https://twitter.com/DCEsportivo/status/1089161696516730880

O Volta Redonda estava há seis jogos sem vencer até a partida contra o Atlético-AC, na 10ª rodada da Série C. Isto posto, acredita que essa vitória pode ser um fator motivacional para o clube continuar buscando o topo?

“Essa vitória foi essencial. Vínhamos lutando muito por isso. Então com certeza isso é fator motivador para voltarmos ao G4. Vamos em busca dos nossos objetivos.”

No ano passado, você iniciou a temporada no Concórdia e foi o principal destaque da equipe no Estadual. Em 16 jogos, marcou quatro gols e ficou entre os finalistas da premiação Top da Bola, que elege os melhores do Campeonato Catarinense. Porém, no segundo semestre, disputou a Série D e a Copa Santa Catarina pelo Atlético Tubarão. O que o fez rumar para o Rio de Janeiro?

“Sempre tive vontade de atuar no Campeonato Carioca, pois é uma vitrine imensa. Então, quando houve o contato do Volta Redonda, eu não tive dúvida e acertei logo com o clube.”

Acredita que disputar a Série C do campeonato nacional por um time carioca pode servir de vitrine para que você possa fazer parte de um clube de ponta e de maior investimento do Brasil?

“O Volta Redonda é uma vitrine esplêndida. Mas, creio que conseguindo ajudar o clube a alcançar seus objetivos, consequentemente terei oportunidade de atuar por clubes de maiores investimentos. Mas, é importante ressaltar que estou contente no Volta Redonda. É um clube bom de jogar.”

Você disputou todas as partidas do brasileiro como titular, até agora. Com isso, já se considera umas das peças principais da equipe do Voltaço?

“O grupo é a peça fundamental. Mas estou aqui para ajudar da melhor forma possível. Independente se eu iniciar jogando ou não. Tenho que estar preparado para todos os cenários.”

Na Série C, o Volta Redonda está em um grupo que tem Juventude e São José-RS, que só perderam um jogo até agora, e tem o melhor ataque da competição, com Remo e Paysandu, além da melhor defesa, com o Boa Esporte. Desta forma, acredita que o time tem possibilidade de classificação? Qual é o melhor caminho para buscar os primeiros lugares?

“É uma chave muito equilibrada. Porém, estamos apenas cinco pontos distantes do líder. Estamos vivos na briga pela classificação. Mas só dependemos das nossas forças. Temos que tratar todos os jogos como uma final. Só com esse pensamento alcançaremos as primeiras colocações.”

Como você avalia a estrutura do Volta Redonda?

“O clube nos dá a melhor estrutura possível. Só tenho que agradecer a oportunidade de estar num clube como o Volta Redonda.”

Você tem apenas 25 anos e seu contrato encerra no final do ano. Quais são seus objetivos na carreira?

“Tenho muitos objetivos na carreira e um deles é conquistar o acesso com o Volta Redonda. Sonho em atuar fora do país, é um sonho de criança, porém, é um passo de cada vez. Terá o momento certo de atuar lá fora.”

Celso Junior

Sobre Celso Junior

Celso Junior já escreveu 70 posts nesse site..

Sou Celso Junior, carioca, tenho 32 anos e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.


 

365 Scores

 

Celso Junior
Celso Junior
Sou Celso Junior, carioca, tenho 32 anos e moro em Rio das Ostras - RJ. Sou pai da Maria Sofia e amante do futebol, esporte o qual vivo desde criança. Sou professor, treinador, e estudo intensamente o futebol em suas diversas áreas.

Artigos Relacionados

Topo