Ex-jogador confessa ser cúmplice na morte da mãe

As confissões aconteceram numa igreja evangélica na República Gabonesa, pais situado no continente africano

O ex-futebolista da seleção do Gabão a atual Republica Gabonesa, Shiva N’Zigou, fez confissões chocantes sobre sua vida. Assim como a maioria dos jogadores que penduram as chuteiras são esquecidos pela mídia, o ex-atacante pelo clube francês Saint-Nazaire AF, não quebrou a “regra”, mas seu nome voltou aos veículos de comunicação após suas declarações ao longo de uma cerimônia de confissões dentro de uma igreja evangélica do seu pais saírem à tona.

A intenção era cumprir com um dos mandamentos da bíblia que se encontra em Tiago 5:16 “confessai vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros para serdes curados.”, como o áudio vazou até o momento não se sabe, mas ao longo da cerimonia o jogador confessa ser cumplice do sacrifício de sua mãe, durante um ritual espiritual, e disse ainda que praticou incesto com a sua tia e a sua irmã, e que durante a sua carreira havia mentido sobre sua idade.

“Minha mãe está morta e quero confessar que ela foi sacrificada, assinei muitos contratos e meu pai queria todo o dinheiro para ele, ele me disse que ia matar minha mãe, eu recusei, mas ele fez mesmo assim. Ele fez isso para que seu espírito me ajudasse a avançar na minha carreira no futebol “, disse Shiva N’Zigou.

Foto: UOL

Antes de falar sobre a outra parte da história, o ex-jogador disse que mudou de nome para Isaïe e depois prosseguiu. “Quando eu era mais jovem, tive relações duas vezes com minha tia. Também fiz isso com minha irmã, depois fui para a cama com um amigo. Logo tive relações também com um homem”, concluiu.

Shiva N’Zigou agora Isaïe, afirmou ter omitido cinco anos de sua idade no início da sua carreira. “Tenho cinco anos a mais. Mentia sobre minha idade quando fomos para a França” afirmou.
Quando ele tinha 16 anos, mas na verdade tinha 21, foi considerado como o jogador de futebol mais novo a marcar um gol na copa africana.

Sobre Paulino Henjengo

Paulino Henjengo já escreveu 39 posts nesse site..

Paulino Henjengo Nachipipa Martins, angolano e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Go). Em Anápolis trabalhou no Jornal Contexto como repórter colaborador, e no Jornal O Bairrista como Repórter e cinegrafista, além de estagiar no Canal 5 como cinegrafista. Atualmente exerce a função de inspetor de ensino na Faculdade Anhanguera de Anápolis desde março de 2015, e é mestrando em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pôs graduando em Docência Universitária pela Faculdade Anhanguera de Anápolis.

Paulino Henjengo
Paulino Henjengo Nachipipa Martins, angolano e jornalista pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Go). Em Anápolis trabalhou no Jornal Contexto como repórter colaborador, e no Jornal O Bairrista como Repórter e cinegrafista, além de estagiar no Canal 5 como cinegrafista. Atualmente exerce a função de inspetor de ensino na Faculdade Anhanguera de Anápolis desde março de 2015, e é mestrando em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e pôs graduando em Docência Universitária pela Faculdade Anhanguera de Anápolis.

Artigos Relacionados

Topo