Estudiantes x River Plate – Prognóstico do líder em La Plata

- Há três partidas do final da Superliga, River lidera com três pontos de vantagem e terá pela frente o Estudiantes, última equipe que o derrotou fora de casa
Estudiantes x River Plate

Há três partidas do final da Superliga Argentina, o River Plate enfrenta o Estudiantes, neste domingo, 23, às 21h45 (horário de Brasília), no Estádio Jorge Luis Hirschi, em jogo válido pela 21ª rodada. A arbitragem ficará a cargo de Darío Herrera.

Dessa maneira, o River, que disputa a ponta da tabela com o Boca Juniors, sob o qual leva vantagem de três pontos, quer seguir dependendo de si mesmo para sagrar-se campeão, o único título que Marcelo Gallardo ainda não conquistou à frente da equipe.

Aliás, vale ressaltar, diferentemente do último final de semana, os Millionarios entraram em campo depois do Boca. No mesmo dia, os Xeneizes estarão frente a frente, às 19h40, com o lanterna Godoy Cruz.

Desde o retorno da pausa de verão, o River venceu todos seus compromissos. Sendo assim, passaram, respectivamente, por Independiente, Godoy Cruz, Central Córdoba, Unión de Santa Fé e Banfield.

Por outro lado, o Estudiantes voltou mal. Na última partida, em La Plata, foi batido pelo Defensa y Justicia. Antes disso, havia empatado com Newell's e San Lorenzo, fora de casa, e vencido o Unión.

RIVER PLATE

Em time que está vencendo, não se mexe… Ao menos por lesão. Líder, com 42 pontos, a equipe comandada por Marcelo Gallardo será modificada. Repetindo a mesma escalação há três rodadas, Muñeco perdeu Lucas Martínez Quarta.

Na última sexta-feira, durante o treinamento da equipe, no CT de Ezeiza, o zagueiro deixou a atividade mais cedo devido a uma sobrecarga muscular. Mais tarde, após a realização de exames, uma lesão no músculo adutor da perna direita foi detectada.

Assim, ao que tudo indica, o chileno Paulo Díaz, que retorna após cumprir suspensão devido a expulsão no duelo frente ao Central Córdoba, deverá preencher a lacuna aberta.

Uma provável equipe teria (3-5-2): Franco Armani; Paulo Díaz, Robert Rojas e Javier Pinola; Gonzalo Montiel, Enzo Pérez, Nacho Fernández, Nicolás De la Cruz e Milton Casco; Matías Suárez e Rafael Santos Borré.

ESTUDIANTES

Ocupando a 11ª colocação, com 29 pontos, a equipe do técnico Gabriel Milito terá um desfalque de peso. Trata-se de Marco Rojo. O zagueiro, que reestreou na derrota diante do Defensa y Justicia, sofreu uma lesão de segundo grau no bíceps femoral esquerdo durante o treinamento de sexta. Dessa maneira, ficará inicialmente três semanas afastado.

Com o desfalque, a linha de três será substituída pela de quatro defensores. Então, o mais provável é que Facundo Mura fique com a vaga do ex-Manchester United. Lateral-direito de origem, venceu, recentemente, o Pré-Olímpico com a Seleção Argentina. Porém, foi pelo lado esquerdo que disputou a maioria de suas partidas no Pincha. Será por esse setor que entrará em campo. Sua qualidade defensiva faz com que esteja na frente de Ivan Erquiaga, lateral-esquerdo de origem, que não agradou nas chances que recebeu.

A única certeza de Milito é Mateo Retegui. Autor de três gols nas últimas rodadas, o atacante formado na base do Boca Juniors iniciará como titular. Para que isso ocorra, Gastón Fernández, que, de cavadinha, desperdiçou uma cobrança de pênalti contra o Defensa, sairá da equipe.

Por fim, Javier Mascherano está confirmado. Cria das categorias de base do River, “el Jefesito” vem atuando como volante neste retorno ao futebol argentino.

Uma provável equipe teria (4-3-1-2): Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Jonathan Schunke, Juan Fuentes e Facundo Mura; Ivan Gómez, Javier Mascherano e Lucas Rodríguez; Ángel González; Mateo Retegui e Martín Cauteruccio.

RETROSPECTO

No total, ambos se enfrentaram 167 vezes. Enquanto o River Plate venceu 92 partidas, o Estudiantes triunfou 38 vezes. Além disso, ocorreram outros 37 empates.

Outro dado deve ser pontuado. Desde 3 de novembro de 2018, quando perdeu para próprio Estudiantes por 1 a 0, o River não é derrotado fora de casa. A partir de então, foram 16 confrontos, com 12 vitórias e quatro empates. O autor do gol? Gata Fernández.

APOSTA INDICADA

Em um momento importantíssimo da competição, o River Plate parece ter acionado o “modo River”. Aconteça o que aconteça, a equipe de Gallardo arruma uma maneira de vencer.

Para sair com os três pontos, os Millionarios contam com uma defesa que, nos últimos cinco jogos, não sofreu gols em três. Além disso, possuem o melhor ataque da competição: 37 gols marcados.

Destaque para a dupla de ataque Borré-Suárez. Somados, ambos participaram diretamente de 23 gols. Enquanto o colombiano balançou as redes 11 vezes e deu uma assistência, Matías correu para o abraço em cinco oportunidades, bem como pifou seus companheiros seis vezes.

Odds: 1 (4.30) | x (3.25) | 2 (1.83)

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 354 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

365 Scores

BetWarrior


Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo