Estados Unidos x Peru – Americanos em busca de reabilitação

O jogo desta noite acontece às 20h30 (horário de Brasilia)
Estados Unidos x Peru - Americanos em busca de reabilitação

Estados Unidos e Peru fazem jogo amistoso no Estádio Pratt & Whitney, em Rentschler Field – East Hartford. As duas equipes têm em comum um processo de renovação de seus elencos, visando competições importantes em 2019. Porém, o momento de ambos é totalmente distinto, já que os americanos não foram para a Rússia, após vexame nas Eliminatórias. Ao contrário disso, temos um time motivado que fez uma participação honrosa, após uma longa fila de espera.

Estados Unidos

Desde a sua eliminação nas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018, a seleção americana ainda busca afirmação no cenário mundial. Com uma reformulação em andamento, dentro e fora de campo, os mandantes na noite de hoje ainda tentam encontrar uma melhor formação com o seu treinador (a princípio interino) Dave Sarachan, que trabalha em meio a derrotas, como a da semana passada por 4 x 2, diante da Colômbia. Nomes como Tim Weah, Fafa Picault, Kellyn Acosta e o do experiente Michael Bradley, ajudam em uma reformulação que precisa acontecer de maneira rápida e precisa.

https://twitter.com/ussoccer_mnt/status/1051224397166600203

Peru

Desde o Mundial, o Peru só disputou três partidas, com adversários fortes e que o time reagiu bem mesmo com os reveses. Holanda e Alemanha trataram de emplacar duas derrotas seguidas para os comandados de Ricardo Gareca, mas na última sexta-feira (12), o time bateu o Chile por 3 x 0 no Hard Rock Stadium, em Miami. No time sul-americano a renovação também acontece, mas com alguns nomes conhecidos e que ainda podem contribuir para as Eliminatórias para 2022 e para a Copa América do ano que vem. É o caso de Advincula, Cueva, Yotun, Ruídiaz e outros.

https://twitter.com/SeleccionPeru/status/1051960432108421120

Retrospecto

Os Estados Unidos levam vantagem no confronto direto contra os peruanos. Em seis jogos até aqui, foram três vitórias americanas, duas do Peru e um empate. O último duelo aconteceu em setembro de 2015, quando o time da casa venceu por 2 x 1, com dois gols de Altidore.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 672 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo