Equilíbrio e novos duelos são os destaques do Grupo I da Europa League

Jogos acontecem na Turquia e Noruega às 16h (horário de Brasília)
Equilíbrio e novos duelos são os destaques do Grupo I da Europa League

O Grupo I da Europa League, sem dúvida, é o mais equilibrado de todos. Afinal, as quatro equipes estão empatadas com três pontos, apenas separadas pelo número de gols marcados. A expectativa é de bons jogos e que o equilíbrio permaneça dentro de campo.

UEFA Europa League – Grupo I – 3ª rodada

Besiktas x KRC Genk

Na Turquia, mais um duelo inédito na competição. O Besiktas recebe os belgas do Genk para mais uma rodada da Europa League. Com o grupo literalmente equilibrado, uma vitória pode ser fundamental para mais um passo na competição. Em quinto na Super Lig, o Besiktas vem de derrota no fim de semana, e a ascensão de seis jogos invicto foi interrompida, graças ao Antalyaspor, no mesmo local do jogo de logo mais. Vagner Love deve comandar o ataque das Águias. No Genk, o momento é excelente, mesmo com a derrota para o Sarpsborg na última rodada da Europa League. O time é terceiro na chave europeia e líder no nacional, de forma invicta. Todo esse processo pode servir de motivação, ao entrar em solo turco.

Sarpsborg x Malmö

Outro duelo inédito, já se tornando um confronto de opostos, mas que estão empatados na chave. Os noruegueses do Sarpsborg, surpresa da competição, recebem o Malmö, com os dois querendo afirmação. Os mandantes estão numa sequência de uma vitória, nos últimos dez jogos, o time saiu vencedor justamente na última rodada da Europa League. Nesse meio tempo, foram sete derrotas e, claro, ladeira abaixo no campeonato local, onde estão na nona posição, após 26 jogos. No lado sueco, a situação é melhor, mas exige um pouco mais de atenção. O time não perde há quatro jogos, mas intercalando vitórias e empates, resultando no quarto lugar da equipe na liga local, hoje não jogaria nenhuma competição continental.

https://twitter.com/Malmo_FF/status/1055151710379892738

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 756 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


 

365 Scores

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo