Equador x Colômbia – Uma vitória para tranquilizar

Seleções tentam se manter vivas no hexagonal após derrotas
Equador x Colômbia - Uma vitória para tranquilizar

Após derrotas na rodada anterior, Equador e Colômbia medem forças no estádio El Teniente, em Rancagua, no Chile. De olho na calculadora da classificação para o Mundial da Polônia, só a vitória interessa para as pretensões dos times, assim a tranquilidade pode ser a realidade no futuro das seleções.

Equador

Em terceiro lugar na tabela do hexagonal, o Equador perdeu para a o Uruguai. Com três pontos conquistados, a vitória deixa o sonho de garantir o acesso a competição mundial fica mais próximo. Com o resultado adverso do último compromisso, o treinador Jorge Célico focou na defesa nos treinamentos para o jogo contra a Colômbia. Outro ponto destacado, foram as saídas de bola, procurando jogadas rápidas e sem individualidades.

Provável escalação: Moisés Ramirez; Jhon Espinoza, Jackson Porozo, Gustavo Vallecilla e Diego Palacios; José Cifuentes, Emerson Espinoza, Jordan Rezabala e Gonzalo Plata; Leonardo Campana e Alexander Alvarado. Técnico: Jorge Célico.

https://twitter.com/FEFecuador/status/1092505663077580800

Colômbia

Na seleção cafetera, a preocupação é mais nítida. Em quinto lugar, com um ponto apenas conquistado, o time vem de derrota contra a Argentina, também por 1 x 0 e se tropeçar, o caminho para a Polônia pode ser desviado. O time treinou posicionamento tático e com Luis Sandoval e Yéiler Góez, que estavam lesionados e podem aparecer para o confronto importante. Em entrevista, o auxiliar técnico do time, Grigori Méndez, falou da dificuldade do adversário.

“Temos visto durante todo o torneio que o Equador é um time muito forte, mesmo quando enfrentamos em jogos amistosos percebemos. Durante o treinamento tentamos diferentes esquemas que analisaremos e buscaremos as melhores soluções para alcançar a vitória”, afirmou Grigori.

Provável escalação: Kevin Mier; Carlos Cuesta, Andrés Reyes, Brayan Vera e Hayen Palacios; Jaime Alvarado, Gustavo Carvajal, Jader Valencia e Yeison Tolosa; Iván Angulo e Rivaldo Correa. Técnico: Arturo Reyes.

Retrospecto

Os time já se encontraram em 10 oportunidades pela categoria sub-20, todas elas pela Sul-Americano. São quatro vitórias do Equador, três empates e três vitórias colombianas. O último encontro aconteceu em 2017, na mesma fase hexagonal, com a La Tri vencendo a Cafetera por 3 x 0, com dois gols de Bryan Cabezas (ex-Fluminense), hoje jogador do Emelec-EQU.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 831 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo