Em jogo fraco, Santos perde para o Nacional, mas se classifica na Libertadores

A derrota para os uruguaios não impediu o Peixe de avançar às oitavas de final

Em noite inspirada de Wanderlei, Santos perde por 1 x 0 para o Nacional, no estádio Parque Central, em Montevidéu, e se classifica para as oitavas de final da Libertadores.

A vaga foi confirmada antes mesmo do Peixe entrar em campo. Real Garcilaso e Estudiantes ficaram no 0 x 0 jogando em Cusco, no Peru. Com o alvinegro praiano permanecendo com nove pontos e o Nacional chegando a oito, os outros dois times ficaram com cinco pontos cada, garantindo a equipe paulista nas oitavas de final.

No dia 24 de maio, o Santos recebe o Real Garcilaso, no Pacaembu, pela última rodada da fase de grupos. O clube brasileiro precisa vencer se quiser garantir o primeiro lugar da chave.

O Peixe também pode terminar como líder caso o Nacional seja derrotado no mesmo dia pelo Estudiantes, em La Plata.

Jogador indo ao ataque após um primeiro tempo morno e pouco produtivo para o Santos (Foto:EFE)

1° Tempo

Na etapa inicial, o goleiro do Santos pegou uma bola de De Pena, espalmou e deixou para Romero, livre, mas o jogador desperdiçou a principal chance dos primeiros 45 minutos. O Peixe pouco produziu e em raríssimas oportunidades chegou a meta adversária, deixando o jogo triste de assistir.

2° Tempo

Aos 12 minutos, os donos da casa abriram o placar. Com uma bola cruzada da esquerda, que atravessou toda a área paulista, Leandro Barcia apareceu nas costas de Dodô e só empurrou para fazer o gol da vitória uruguaia.

Após o gol, Nacional jogou de maneira mais defensiva e com faltas mais duras. Os cartões amarelos começaram a aparecer e sobrou para o jovem atacante Rodrygo, que levou um forte pisão de Fucile e teve de deixar a partida mais cedo.

Sem força ofensiva, o Santos não chegou mais ao gol defendido por Conde e a derrota foi inevitável. Nos acréscimos, ainda houve tempo para Léo Cittadini levar o segundo amarelo e ser expulso.

FICHA TÉCNICA

NACIONAL-URU 1 X 0 SANTOS

Local: Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (Uruguai).

Árbitro: Wilmar Roldan (COL).

Auxiliares: Alexander Guzman e Cristian de la Cruz (ambos da Colômbia).

Cartões amarelos: Santiago Romero, Leandro Barcia (Nacional); Alison (Santos).

Cartão vermelho: Léo Cittadini (Santos).

Gol: Leandro Barcia, aos 12 minutos do segundo tempo (Nacional).

NACIONAL-URU: Conde; Fucile, Corujo, Polenta e Espino; Zunino (Sebastián Rodríguez), Romero, Oliva, De Pena (Bueno) e Viudez (Leandro Barcia); Bergessio.

Técnico: Alexander Medina.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Luiz Felipe, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini e Jean Mota (Vecchio); Copete (Arthur Gomes), Rodrygo (Vitor Bueno) e Gabriel.

Técnico: Jair Ventura.

Diego Monteiro

Sobre Diego Monteiro

Diego Monteiro já escreveu 66 posts nesse site..

Jovem jornalista apaixonado por futebol, música e resenha boa. Sou paranaense na terra da garoa. Alguns dizem que sou doido, mas doido é quem me chama. De loucura e razão, todos nós temos um pouco.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Diego Monteiro
Diego Monteiro
Jovem jornalista apaixonado por futebol, música e resenha boa. Sou paranaense na terra da garoa. Alguns dizem que sou doido, mas doido é quem me chama. De loucura e razão, todos nós temos um pouco.

Artigos Relacionados

Topo