Eliminatórias Sul-Americanas: Decisão na La Bombonera

As Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2018 estão na reta final e somente o Brasil garantiu, matematicamente, vaga na Rússia. Nesta quinta-feira (05/10), todas as seleções entram em campo pela 17ª e penúltima rodada. Destaque para o jogo decisivo entre Argentina e Peru, na La Bombonera, com ambas as equipes brigando por vaga direta.

Bolívia x Brasil (Hernando Siles, 17h)

O Brasil vai à La Paz enfrentar a Bolívia e a altitude de 3.640 metros. Os bolivianos, sem chances de irem à Copa, vão entrar apenas para cumprir tabela. Tite afirmou que o grupo ainda não está fechado – isso pode deixar a partida interessante, pelo fato dos jogadores quererem mostrar serviço.

Novidades na seleção brasileira: Na antepenúltima convocação para o mundial, Tite anunciou quatro jogadores que ainda não atuaram pela seleção sob seu comando: os volantes Fred, do Shakhtar Donestk, e Arthur (estreante), do Grêmio; o lateral Danilo, do Manchester City; e o atacante Diego Tardelli, do Shandong Luneng. O meia flamenguista Diego foi cortado por dores musculares.

Artilharia: Neymar vai querer deixar o dele. O camisa 10 é o vice-artilheiro das eliminatórias, com seis gols. Apenas atrás do seu companheiro de ataque no PSG, o uruguaio Cavani (nove gols).

Venezuela x Uruguai (Pueblo Nuevo, 18h)

Lanterna com apenas oito pontos, a Venezuela recebe o Uruguai. Bem provável que a Celeste não encontre dificuldades e conquiste os três pontos, garantindo vaga na Copa do Mundo. Os uruguaios estão em segundo lugar, com 27 pontos. O jogo do primeiro turno foi 3 a 0 para a Celeste.

Dos que jogam no Brasil, o goleiro Martín Silva, do Vasco, e o meia Arrascaeta, do Cruzeiro, foram convocados para defender o Uruguai. No entanto, o vascaíno foi cortado de última hora devido a uma lombalgia. O técnico Óscar Tabárez vai ter os dois principais jogadores à disposição: Cavani, do PSG, e Suárez, do Barcelona.

Argentina x Peru (La Bombonera, 20h30)

A seleção albiceleste e a peruana ainda não carimbaram o passaporte para a Rússia 2018. Na quinta colocação, com 24 pontos, a Argentina hoje iria disputar a repescagem com a Nova Zelândia. No quarto lugar, também com 24 pontos, o Peru tem grande expectativa de participar da Copa – a última vez que estiveram no Mundial foi em 1982.

Mais um ingrediente para esquentar o jogo: O lendário estádio do Boca Juniors já foi palco de partida importante entre Argentina e Peru, valendo classificação para uma Copa do Mundo. Os argentinos ficaram de fora do Mundial de 70 ao empatarem com os peruanos por 2 a 2, na La Bombonera, pelas eliminatórias. Seria uma revanche da Albiceleste?

O bairro de La Boca terá três representantes para este jogo: Gago; Dario Benedetto e Pablo Pérez. Jorge Sampaoli convocou mais três jogadores que atuam no futebol local: Enzo Pérez e Milton Casco, ambos do River; e Acosta, do Lanús. O técnico pretendia colocar Aguero ao lado de Messi, mas o atacante do Manchester City foi cortado por conta de uma lesão na costela, causada num acidente de carro.

O técnico Ricardo Gareca está animado com a sequência de cinco vitórias da equipe peruana (três pelas eliminatórias e duas em amistosos). A esperança de gols está no atacante Paolo Guerrero, do Flamengo, e no meia Edison Flores, do Aalborg BK-DIN, ambos com cinco gols nas eliminatórias. Além de Guerrero, mais dois atletas atuam no Brasil: Cueva, do São Paulo, e Miguel Trauco, do Flamengo.

Chile x Equador (Monumental, 20h30)

Na atual classificação das eliminatórias, o Chile estaria fora da Copa do Mundo. Com 23 pontos, a bicampeã da Copa América ocupa o sexto lugar. Só a vitória interessa aos chilenos no confronto com o Equador, pois a última rodada é contra o Brasil, em São Paulo. La Roja deve ir com força máxima, apostando nos seus principais jogadores: Vidal, do Bayer de Munique; Alexis Sánchez, do Arsenal; e Vargas, do Tigres. Os três juntos fizeram 16 dos 24 tentos marcados pela seleção do técnico Juan Antonio Pizzi.

A situação do Equador é bem mais difícil. A La Tri está em oitavo lugar, com 20 pontos. Mesmo se ganhar as duas últimas partidas (Chile e Argentina), dependerá de combinações de resultados.

Colômbia x Paraguai (Metropolitano Barranquilla, 20h30)

Na terceira colocação, com 26 pontos, a Colômbia está bem encaminhada para o Mundial na Rússia. A seleção colombiana enfrenta, em casa, o Paraguai, que está em sétimo lugar, com 21 pontos. Uma vitória praticamente classifica los cafeteros, que vão contar com as estrelas James Rodríguez, do Bayer de Munique, e Falcão García, do Monaco. O técnico da Colômbia, José Pékerman, convocou o volante Cuéllar, do Flamengo – único atleta que atua no Brasil.

O Paraguai ainda sonha com pelo menos uma vaga na repescagem. Meta complicadíssima, pois depende de outros resultados. O centroavante Barrios, do Grêmio, foi cortado, um dia após convocação do técnico Francisco Arce, por lesão muscular. Os paraguaios passam por uma má fase. Tiveram apenas três vitorias como visitantes, contra Venezuela, Argentina e Chile.

17ª rodada – quinta-feira (05/10)

Bolívia x Brasil (Hernando Siles, 17h)

Venezuela x Uruguai (Pueblo Nuevo, 18h)

Colômbia x Paraguai (Metropolitano Barranquilla, 20h30)

Chile x Equador (Monumental, 20h30)

Argentina x Peru (La Bombonera, 20h30)

18ª rodada – terça-feira (10/10)

Paraguai x Venezuela (Defensores del Chaco, 20h30)

Brasil x Chile (Arena Palmeiras, 20h30)

Equador x Argentina (Olímpico Atahualpa, 20h30)

Peru x Colômbia (Nacional do Peru, 20h30)

Uruguai x Bolívia (Centenário, 20h30)

Vitor Hugo Souza

Sobre Vitor Hugo Souza

Vitor Hugo Souza já escreveu 61 posts nesse site..

Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita.Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

BetWarrior


Vitor Hugo Souza
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita.Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

Artigos Relacionados

Topo