Domingo de clássicos no Parazão 2019

Re-Pa e RaiFran movimentam Belém e Santarém
Domingo de clássicos no Parazão 2019

Líderes e lanternas: assim podemos resumir os duelos que acontecerão neste domingo (16), pelo Parazão 2019. O maior clássico do Norte será o primeiro da tarde, com carga alta de emoção e com as duas equipes querendo a ponta. Mais tarde, o principal derby do interior paraense acontece, com os times na corda bamba do rebaixamento.

Parazão 2019

Remo x Paysandu – 16h

Belém vai parar e o Mangueirão irá tremer, quando Leão e Papão entrarem em campo para a disputa de mais um clássico. Em meio a discussões sobre as condições estruturais do estádio, depois que pedaço de concreto desabaram na arquibancada, o local teve que ser interditado recentemente e está causando receio na presença das torcidas. Toda essa polêmica, levou inclusive o atual governador do estado, Hélder Barbalho, a visitar as estruturas e dizer em rede social que estará presente para acompanhar o jogo.

Mesmo assim, 35 mil pessoas serão esperadas para este domingo, arquibancadas dividas pela metade, ou seja, as duas torcidas serão representadas. Esse será o confronto de número 746 de toda história, com boa vantagem do Remo, que vem em viés de baixa na temporada. O clube foi eliminado no meio de semana pela Copa do Brasil, diante do Serra, no Espírito Santo. Sendo assim, o jogo ganhou ainda mais importância para o líder invicto do Grupo A1 da competição. O técnico Netão, falou que a equipe deve ser a mesma que saiu derrotada e não é uma derrota que deve abalar a confiança do time.

“O modelo não vai ser mudado. Não é por causa de uma derrota, uma eliminação, que a gente vai querer mudar tudo e achar que está tudo errado. Temos que ter consciência e equilíbrio para tomar as decisões. Apesar da derrota, as ideias continuam as mesmas.”

No lado Bicolor, a semana foi de muito trabalho físico, aproveitando a semana de folga sem jogos oficiais. Perema e Douglas Silva ainda são dúvidas para a partida, e não participaram dos treinamentos com restante do elenco. Os preparadores Fred Pozzebon e Roberto Onety levaram o time as ações durante a semana, e somente nesta sexta-feira e sábado, é que João Brigatti, treinador do time, fará treinos táticos e técnicos visando a partida. Na teoria, a base do time está mantida para o confronto mais importante do ano, até aqui.

https://twitter.com/Paysandu/status/1096793807574761472

São Raimundo x São Francisco – 18h

Mais tarde, será Santarém que se agitará para mais um clássico entre São Raimundo e São Francisco, no estádio Colosso do Tapajós. As duas equipes são as lanternas de suas chaves, com o mesmo um ponto conquistado, mas o Leão Santareno está em desvantagem pelo saldo de gols. As equipes são idênticas até mesmo fora de campo, já que as duas trocaram de treinadores durante o Parazão, em busca de novos ares, que até agora não surgiram.

O São Francisco tem um dos melhores ataque da competição com oito gols feitos, mas a sua defesa tomou 14, sendo a pior do torneio até aqui. Do lado do Pantera, a ofensiva vem deixando a desejar com apenas dois gols feitos e a defensiva, sofreu sete, o que preocupa torcida e comandantes das duas equipes.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 800 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo