Dinamarca x França – Confronto perigoso para os dinamarqueses

Empate garante ambas as equipes nas oitavas; derrota pode desclassificar os dinamarqueses; Deschamps diz que franceses vão atras da vitória, mesmo com reservas

A última rodada do grupo C começa nesta terça-feira (26), às 11h (Brasília). Os dois jogos acontecem no mesmo horário, mas o destaque vai para o confronto entre Dinamarca x França, no Estádio Olímpico de Lujniki. A partida será apitada pelo árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci.

O duelo europeu vale bastante para ambas às equipes, principalmente para os dinamarqueses, que ainda não garantiram a sua classificação, mas basta o empate para conseguir o objetivo. Com a derrota, precisa torcer contra os australianos. Diferente da França, classificada as oitavas de final, embora não tenha garantindo o primeiro lugar.

Dinamarca

Maior vítima do VAR nessa copa do mundo, e por coincidência com o mesmo jogador, Yurary Poulsen, a Dinamarca precisa de apenas um empate para garantir a classificação as oitavas de final. Isso não quer dizer que a equipe vai tentar segurar o resultado. É o que garante o treinador Age Hareide, que com o resultado positivo será a primeira colocada no grupo e fugiria do confronto contra a Croácia. Com derrota, os dinamarqueses precisam torcer para o Peru diante da Austrália.

Eriksen comemora seu gol diante da Austrália (Reprodução/Getty Images)

Eriksen e Schmeichel também seguem a linha de Hareide, mas ambos acreditam que o primeiro objetivo é a classificação, depois a equipe pensar na colocação final no grupo.

A boa noticia para os nórdicos é a reintegração do volante William Kvist, que se lesionou no jogo contra o Peru. Ele que teve duas costelas quebradas e um pulmão perfurado, retornou da Dinamarca, onde realizou tratamento durante uma semana e voltou ao grupo na Rússia. Já o destaque negativo é a ausência do atacante Poulsen, suspenso da partida devido aos dois cartões amarelos recebidos diante de Peru e Austrália. Braithwaite deve assumir a vaga.

Provavel escalação: Schmeichel; Dalsgaard , Christensen, Kjaer e Larsen; Delaney, Schone, Braithwaite, Sisto e Eriksen; Jorgensen. Técnico: Age Hareide.

França

Já classificada depois da vitoria contra os peruanos, mas não garantida no primeiro lugar, os campeões do mundo em 1998 vão a Moscou mais tranquilo que os dinamarqueses. Prova disso é que o treinador francês, Didier Deschamps admitiu nesta segunda feira que poupara alguns titulares, mas não confirmou quais jogadores serão poupados.

Segundo o jornal “L’Equipe”, Lloris, Pavard, Umtiti, Pogba, Matuidi e Mbappé serão os poupados, abrindo vaga para o goleiro Mandanda, o lateral Sidibé, o jovem zagueiro Kimpembe, os meias N’Zonzi e Lemar e o atacante Giroud.

Deschamps vai poupar alguns de seus titulares diante da Dinamarca (Reprodução/Reuters)

Deschamps também foi questionada na coletiva se ajudaria a Dinamarca, já que o empate classifica as duas equipes, o que foi negado pelo francês, que disse que seu time lutará pela vitoria e consequentemente pelo primeiro lugar no grupo. O primeiro colocado do grupo C pode enfrentar nas oitavas tanto a Argentina, quanto a Nigéria.

Provável escalação: Mandanda; Sidibé, Varane, Kimpembe e Hernadez; Kanté, N’Zonzi, Dembélé, Griezmann e Lemar; Giroud. Técnico: Didier Deschamps.

Retrospecto

No retrospecto entre as equipes, os franceses levam a melhor. Eles têm oito resultados positivos, contra quatro dos dinamarqueses, e apenas um empate. A última vez que se enfrentaram foi em 2015. Na ocasião, a França venceu por 2 a 1, em Copenhague. O triunfo dinamarquês foi em 2002, na Copa do Mundo pelo placar de 1 x 0.

Leandro Porto

Sobre Leandro Porto

Leandro Porto já escreveu 45 posts nesse site..

Meu nome é Leandro Martins Porto, tenho 29, paulistano e sou estudante de jornalismo. Além disso, sou formado em educação física e sempre estou nesse meio esportivo e suas áreas como treinamento e mídia.Gosto muito de esportes e de pesquisar sobre eles. Um dos grandes fatores para ser um bom jornalista é a curiosidade em saber sobre determinado tema, e é isso que tento desenvolver em mim. Claro que adoro futebol, mas outros esportes também como: Basquete, F1, Handball, entre outrosParticipo de uma web rádio em Taboão da Serra desde 2016, voltada ao esporte, chamada Rádio Esportesnet. Trabalho como comentaristas e repórter em alguns jogos locais de futebol e futsal e também em jogos do campeonato Paulista e Brasileiro.Em 2018 comecei a trabalhar no Esporte Interativo, na parte de operações de estúdio, com os programas de São Paulo.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Leandro Porto
Leandro Porto
Meu nome é Leandro Martins Porto, tenho 29, paulistano e sou estudante de jornalismo. Além disso, sou formado em educação física e sempre estou nesse meio esportivo e suas áreas como treinamento e mídia.Gosto muito de esportes e de pesquisar sobre eles. Um dos grandes fatores para ser um bom jornalista é a curiosidade em saber sobre determinado tema, e é isso que tento desenvolver em mim. Claro que adoro futebol, mas outros esportes também como: Basquete, F1, Handball, entre outrosParticipo de uma web rádio em Taboão da Serra desde 2016, voltada ao esporte, chamada Rádio Esportesnet. Trabalho como comentaristas e repórter em alguns jogos locais de futebol e futsal e também em jogos do campeonato Paulista e Brasileiro.Em 2018 comecei a trabalhar no Esporte Interativo, na parte de operações de estúdio, com os programas de São Paulo.

Artigos Relacionados

Topo