Dia de lutas, dias de glória, momentos marcantes de duas histórias

27.11.2016 – O Palmeiras conquistava o Eneacampeonato Brasileiro. Dia de euforia para a torcida e para aqueles atletas que, após 22 anos, faziam o clube do Palestra Itália vencedor mais uma vez. A caminhada rumo ao título não foi fácil, teve momentos que muitos pensaram que não iria dar, mas deu. E foi de uma forma bonita. Com muita garra, raça e amor. E aquele 27 de novembro foi inesquecível para todos os palestinos que presentes no Allianz Parque, para os que estavam nos arredores e para aqueles que viram em casa, nos bares, com a galera.

Jogo que marcou o título do Palmeiras e o último jogo da equipe que mais tarde seria campeões da Sul-Americana.

E o dia 27 de novembro também ficou marcado por outro fato. Esse é algo triste é que ninguém nunca iria imaginar. Quem pensaria que ali, junto com a festa dos Palmeirenses, seria também uma despedida? Ninguém!

O 27º dia de novembro foi uma adeus de muitos guerreiros. Um time que conquistou o Brasil, pena que de uma forma triste. Quem estava acompanhando o jogo entre Palmeiras x Chapecoense, nunca imaginou o que aconteceria dois dias após aquela partida. Hoje faz um ano do Enea do Palmeiras e um ano do último jogo da maioria dos atletas da Chape. De todos os atletas que estavam presentes no voo da Lamia 2933, apenas três estão vivos. De um time inteiro apenas três sobreviventes.

Jogo que marcou o título do Palmeiras e o último jogo da equipe que mais tarde seria campeões da Sul-Americana.

Não tem como não pensar no título brasileiro de 2017 e não lembrar da tragédia de Chapecó. Não lembrar da despedida de diversos atletas. Eles fizeram parte do melhor dia da vida dos palestrinos um ano atrás. Eles participaram da festa do Enea e aguardavam sua festa que viria alguns dias depois. Mas nem o pior dos pessimistas imaginava que ali iria ser o último jogo da Chapecoense.

O futebol é uma verdadeira caixinha de surpresas, nem todas elas são boas. Hoje poderíamos comentar apenas sobre um ano da conquista Palmeirense, mas esse dia sempre será marcado pelo último jogo deles.

Um ano de uma das maiores conquistas do Palmeiras nos últimos anos e um ano do adeus… O verde prevaleceu. O verde que era esperança, foi angústia também. Palmeiras e Chapecoense fizeram o jogo mais emocionante de 2016, não teve show dentro de campo, não teve chuva de gols, mas havia uma despedida que ninguém sabia e dois dias depois essa data se tornaria algo cercado de emoções.

Marcella Azevedo

Sobre Marcella Azevedo

Marcella Azevedo já escreveu 98 posts nesse site..

Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

1X Bet
Marcella Azevedo
Marcella Azevedo
Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

Artigos Relacionados

Topo