Desportiva-PA e Sport se classificam para o mata mata da Copa São Paulo

- Equipe paraense faz campanha histórica e encerra a primeira fase na liderança do Grupo 28
Desportiva-PA

Na noite desta quinta-feira (9), foram realizados os jogos válidos pela última rodada do Grupo 28 da Copa São Paulo. Assim, na primeira partida, a  Desportiva-PA mudou a postura apresentada nos outros confrontos, propôs o jogo e dominou as ações. Como consequência, bateu o Moto Club por 2 x 1. Os gols da classificação foram marcados por Alyson Matheus e Matheus Paragominas, Pedro diminuiu para os Maranhenses. Já no duelo de fundo, o Audax-SP tentou de todas as maneiras, acertou duas vezes a trave, mas, jogando com o regulamento, o Sport segurou o empate em 0 x 0.

Dessa forma, Desportiva-PA e Sport garantiram vaga na segunda fase da Copinha. No Grupo 28, a liderança ficou com o time de Marituba com seis pontos, já o Leão avançou na segunda posição com cinco pontos. Enquanto que o Audax-SP, clube-sede, em terceiro lugar, e o Moto Club, na lanterna, se despedem mais cedo da competição. Agora, as equipes aguardam o desfecho do Grupo 27 nesta sexta-feira (10), para conhecerem seus adversários. Logo, com classificações antecipadas, Oeste e Cruzeiro serão os obstáculos, resta saber em que colocação avançam.

COPA SÃO PAULO – FASE DE GRUPOS – 3ª RODADA

DESPORTIVA-PA 2 x 1 MOTO CLUB

Assim, com um futebol propositivo, a Desportiva-PA criou as melhores chances através de Betinho e Alyson Matheus. Caindo pela esquerda, o primeiro deu trabalho ao goleiro Raí por dois momentos. Enquanto isso, o Moto Club recuava e explorava os contra-ataques. Dessa forma, Valdenílson, na cara do gol, bateu para grande defesa de Mocorongo com os pés. Em seguida, Matheusinho achou Betinho pela esquerda, ele cruzou para Alyson Matheus que completou para o gol, abrindo o placar. Após o tento, o jogo ficou mais equilibrado e o Papão do Norte chegou em novo contra-ataque com Valdenílson carimbando a trave da SDP.

Na volta, o panorama se manteve. Com a Desportiva-PA melhor, o gol saiu cedo. Assim, Betinho fez jogada individual, invadiu a área e tocou para Matheus Paragominas, que, da meia lua, bateu colocado no ângulo de Raí para aumentar. As equipes buscavam a todo instante invadir a área adversária. Aos 18′, após lateral, Ronald Melo bateu forte pela direita, Mocorongo defendeu parcialmente, e Pedro, debaixo do travessão, completou para recolocar o Moto Club no jogo. Após os 30′, precisando da vitória, o Papão do Norte se mandou ao ataque e a SDP se fechou. No fim, os Paraenses comemoram a classificação.

AUDAX-SP 0 x 0 SPORT

Na etapa inicial, o Sport povoou o ataque, enquanto o Audax-SP ficava refém dos contra-ataques, mas sem levar perigo. Assim, o Leão tomou a iniciativa e criou uma boa chance aos 4′. Júlio Cesar recebeu pelo meio e bateu forte para defesa firme de Mário Sérgio. Depois dos 15′, o time da casa cresceu no duelo e dominou as ações. Aos 21′, Joe recebeu pelo meio, carregou a bola, tirou de três marcadores e bateu cruzado pela esquerda. A pelota carimbou a trave e voltou na mão do goleiro Túlio. Dessa forma, o primeiro tempo foi marcado por defesas seguras e bem postadas, carecendo de homens que quebrassem as linhas de trás.

Precisando da vitória, o Audax-SP se mandou ao ataque na etapa final, Assim, criando as melhores chances, a equipe pressionou a todo instante, após a entrada de Marquinhos. Aos 25′, ele cobrou falta e Túlio voou para espalmar. Em seguida, a única chance do Sport. Em contra-ataque veloz, Danrlei disparou, tocou para Deivison que chutou, a bola foi desviada no zagueiro audaxcioso e quase morria dentro do gol. Na reta final, Marquinhos, sempre ele, arriscou duas vezes de fora da área e Túlio salvou o Rubro-Negro. Aos 42′, Ramires recebeu na área e meteu no travessão. Mas em vão, pois o empate classificou o Leão.

Foto Destaque: Reprodução / Federação Paulista de Futebol / Globoesporte.com

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 338 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

365 Scores

BetWarrior


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados

Topo