Decisões pelo Pará

Pela 57ª vez o maior clássico do Pará e da região Norte do Brasil vai decidir um campeonato estadual ao longo de mais de 104 anos de história do torneio. Em 56 vezes Clube do Remo e Paysandu se enfrentaram em uma final do estado com 31 títulos conquistados pelos azulinos enquanto que 26 vezes a taça foi para o lado bicolor.

​Depois de muitas indefinições, por conta de poucos nomes a serem sorteados, para o primeiro capítulo dessa história que promete grandes emoções, foi escalado o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro de 37 anos que comandará seu quarto clássico Re-Pa, juntamente com os auxiliares Bruno Bosquília da federação paranaense e Alessandro Matos da federação baiana, terão a missão de aplicar as regras e controlar a partida da melhor maneira possível, além, é claro, de terem a honra de estarem presentes no Clássico Rei da Amazônia.

Pelo lado dos mandantes, o Paysandu vem motivado mesmo depois da derrota diante do Santos na Vila Belmiro por 2 a 0. O técnico Marcelo Chamusca disse estar satisfeito com o desempenho da equipe e espera que o time permaneça com o mesmo espirito que foi no jogo da quarta-feira para buscar a vantagem nos dois jogos que decidem o torneio.


​Pelo lado azulino, o técnico Josué Teixeira terá problemas para acertar o time que teve todo o tempo para trabalhar, sem nenhum jogo marcado no meio de semana, desde a vitória na semifinal diante do Independente de Tucuruí nos pênaltis por 10 a 9. Mesmo com a ausência já confirmada de Marquinhos, suspenso no TJD-PA, por conta de entrada dura no zagueiro Wanderlan do São Raimundo e além das dúvidas com relação as condições físicas do lateral-esquerdo Jackinha, do volante Elizeu, do meia Flamel e do meia Eduardo Ramos devido a uma discussão com o treinador, o time vem motivado e preparado para o duelo do dia 30 de abril.


​A partida acontecerá no estádio Jornalista Edgar Augusto Proença, mais conhecido como Mangueirão e está marcada para às 16 horas com promessa de casa cheia em Belém.

Na decisão do terceiro lugar do certame jogam, São Raimundo de Santarém e Independente. Os dois times buscam essa posição no torneio já visando o calendário de 2018, tendo em vista que o vencedor leva uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem. Porém caso o Paysandu conquiste a Copa Verde, os dois garantem a vaga para o certame nacional, pois os alvicelestes vão começar a competição já nas oitavas de final.

Pelo lado do time santareno, o técnico Lecheva não contará com Lucas Barbosa e Denis Pedra que estão machucados e devem retornar somente para a disputa da série D, que é o grande trunfo do pantera, como é chamado carinhosamente a equipe do São Raimundo.


Já pelos lados de Tucuruí, o clima anda tenso. Tudo porque o lateral Bigu se estranhou com o comandante do time Léo Goiano e já rescindiu seu contrato depois do ocorrido, outro que não permanecerá no clube é o goleiro Anderson que já defenderá uma outra equipe na temporada 2017. O time titular do Galo não contará com o atacante Wegno que ainda se recupera de lesão.

A partida está marcada para o dia 1º de maio, feriado do dia do trabalhador a partir das 17 horas, no estádio Colosso do Tapajós em Santarém. No comando da arbitragem ficarão os locais, Joelson Nazareno Cardoso, auxiliado por Silvério Ferreira Pinto e Railson Lima Alves.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 691 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo