De virada, Oeste elimina Desportiva-PA e terá revanche contra Cruzeiro na Copinha

- Equipe de Barueri levou susto no princípio da partida, mas reagiu rápido e saiu com vaga na terceira fase
Oeste e agora

Neste domingo (12), Desportiva-PA e Oeste entraram em campo em jogo válido pela segunda fase da Copa São Paulo. Assim, a equipe de Marituba até saiu na frente no princípio da partida em belo gol de Betinho, dando sinais de bom jogo, mas logo em seguida tomou a virada. Após os gols de Dogão e Deivid, a SDP acusou o golpe e o Rubrão cresceu no confronto. Na etapa final, o panorama se manteve e Tite ampliou decretando a vitória paulista. Dessa forma, com o triunfo por 3 x 1, o Rubro-Negro de Barueri terá sua revanche com o Cruzeiro na terceira fase da Copinha.

1º TEMPO

A etapa inicial começou com muito estudo por parte das equipes. Mesmo assim, a Desportiva-PA era mais atuante no campo de ataque. Assim, aos 5′, em cobrança de falta, Matheus Paragominas bateu e o goleiro espalmou. Em seguida, trabalhando pelo meio, Betinho mandou, de fora da área, no ângulo direito para abrir o placar. No entanto, na primeira investida do Oeste, em escanteio, Dogão subiu mais alto que a marcação para deixar tudo igual. Dessa forma, o gol animou o Rubrão que equilibrou a partida.

Na sequência, após bate rebate na área, Wellington cabeceou e Mocorongo defendeu à queima roupa. No rebote, Deivid virou o jogo. Após, a partida esfriou em termos de criatividade e os jogadores passaram a disputar mais a bola no meio campo de jogo. Assim, o Oeste começou a envolver a equipe de Marituba, mas esbarrava na defesa paraense que continha o ímpeto adversário. Dessa forma, a Desportiva-PA até tentava avançar, mas tinha dificuldade em quebrar a última linha defensiva do Rubrão.

2º TEMPO

Já na etapa final, o Oeste voltou melhor e desde o princípio chegava com mais perigo à meta adversária. Assim, a 1′, Biel livrou de dois marcadores pela ponta direita e tocou para Wellington que bateu de paleta, mas Adilson apareceu para cortar. Em seguida, o mesmo Wellington carregou pela esquerda, invadiu a área e chutou forte, Mocorongo defendeu dando rebote e Tite completou para as redes, ampliando a vantagem. Dessa forma, com o gol sofrido, a Desportiva-PA tentou voltar para o jogo no chute de Dan Curuça, em sobra de escanteio, mas sem perigo.

Após, a partida ficou mas truncada. Assim, com a marcação alta, o Oeste conseguia neutralizar todas as investidas da Desportiva-PA, que chegava apenas nas bolas paradas. Aos 27′, Jabá arrancou e tocou para Luiz Ademar pela ponta direita que bateu cruzado, mas Mocorongo agarrou firme. Dessa forma, o Rubrão seguia criando as melhores chances. Em outro lance, Kauã pegou a sobra da bola alçada na área e quase fez o quarto gol. Já na reta final, a equipe de Barueri ameaçava em chutes de fora da área, mas com a partida controlada, só esperou o apito final para comemorar a classificação.

E AGORA?

Com a vitória, de virada, o Oeste está classificado à terceira fase da Copa São Paulo. Enquanto que a Desportiva-PA volta para Marituba mais cedo, mas deixou uma boa impressão em Osasco com uma campanha histórica na primeira fase. Agora, o Rubrão volta a enfrentar o Cruzeiro na próxima fase, ainda sem data, horário e local definidos. A saber, pela fase de grupos, os mineiros venceram por 3 x 1 na partida que decretou a liderança para a Raposa.

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / QG Notícias 

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 338 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

365 Scores

BetWarrior


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados

Topo