De Seleção Belga e Premier League à China, Dembélé é anunciado no Guangzhou R&F

Selecionável belga estava no Tottenham há seis anos no Tottenham e acertou sua transferência para o clube chinês onde assinou por três temporadas

Mais um jogador estrangeiro chega à Superliga Chinesa. A bola da vez é o belga Mousa Dembéle, de 31 anos. O meio-campista estava há seis temporada no Tottenham e resolveu trocar o clube inglês pelo chinês. A venda foi acertado por um total de 11 milhões de libras, algo em torno de 53 milhões de reais. E para quem pensa que o jogador está velho ou em fim de carreira se engana. Maurício Pochettino, técnico do jogador nos Spurs, definiu o meia como “gênio”. O Guangzhou R&F já anunciou seu novo reforço por meio de redes sociais e apontou:  “O clube está convencido que a contratação de uma estrela de classe mundial como Moussa Dembélé permitirá melhorar a competitividade da equipe”. Ainda elogiaram o jogador: “capacidade física e o controle de bola notável”.

https://twitter.com/GuangzhouRFFC/status/1085843464917463040

O belga esteve na última Copa do Mundo com sua seleção e foi titular contra a Inglaterra e a França, além de ter entrado em outros jogos. Fez parte do elenco nos Jogos Olímpicos de 2008 e das Copas do Mundo de 2014 e 2018, além da Euro 2016. Mousa chegou ao Tottenham após se destacar no Fulham. Pelo time londrino nunca foi campeão, mas chegou a ser eleito, em 2012, o 91º melhor jogador do mundo pelo The Guardian.

Tendo começado a carreira como atacante, papel do qual atuou até 2011, Dembélé joga principalmente como meio-campista central. No entanto, também jogar como meia-atacante, justamente por conhecer a função. Foi descrito por , do Telegraph, como um jogador de futebol que é “grande, poderoso e tecnicamente talentoso”. Antes de rumar o Tottenham, o técnico do rival, Manchester United, Sir Alex Ferguson, elogiou o jogador do Fulham. Desde então, surgiram rumores de uma possível ida para os Red Devils, algo que, para a mídia, cairia como uma luva no gigante inglês: “Dembele é exatamente o que o Manchester United precisa no meio-campo central. Ele mostrou em Old Trafford no meio de um campo de quatro homens que ele pode controlar os jogos com sua habilidade de drible e passe. Ele é bem o que Alex Ferguson espera. O brasileiro (Anderson) nunca conseguiu realizar seu potencial”, comentou Greg Stobart.

Seu manager no Fulham, Martin Jol, chegou a dizer: “Dembélé é provavelmente o melhor jogador de futebol que eu já treinei”. O ex-meia Jermaine Jenas, um colega de equipe de Dembélé no Tottenham, elogiou a sua “capacidade de ultrapassar”, comentando que o belga é “muito bom tecnicamente”, ao mesmo tempo que o comparava a um aspirador de pó, na medida em que “absorvia toda a pressão e depois soltava a bola”. Se pressionado, ele é forte o suficiente para segurar o tranco e tem visão de jogo para passar com precisão. Dembélé afirmou que Patrick Kluivert foi um herói de infância e que o seu estilo de jogo foi comparado ao de Kluivert.

“Eu sempre digo a ele: ‘Mousa, quando eu escrever meu livro, você será um dos meus gênios que eu tive a sorte de conhecer‘”, disse Pochettino em março de 2017. “Um era Maradona; também Ronaldinho, Okocha e Iván de la Peña – ele também era um gênio – e depois Mousa. Sempre dizemos a Mousa que, se o tivéssemos levado aos 18 ou 19 anos, ele se tornaria um dos melhores jogadores do mundo, comentou seu agora ex-treinador e, obviamente, fã. Por meio das redes sociais, Dembélé se despediu dos companheiros de equipe e da torcida:

“Desejo apenas o melhor para o Tottenham Hotspur no futuro e estou animado para o próximo capítulo emocionante na minha vida! Eu deixo Spurs hoje com um monte de amor no meu coração e memórias de momentos fantásticos. Obrigado a todos os meus companheiros inacreditáveis, os funcionários e fãs de todo o seu apoio no meu tempo no clube. Ouvir meu nome cantado no WHL & Wembley me deixou incrivelmente orgulhoso” .

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1108 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo