Da Bahia ao Japão, Edigar Junio chega ao Yokohama FC

O craque que é um dos ídolos da torcida do Tricolor de Aço, chega ao Japão e promete muitos gols pelo clube

Disputando atualmente a J2-League ( Segunda Divisão Japonesa) o clube Yokohama FC que fez um campeonato quase perfeito na temporada passada, terminando na terceira colocação da liga com 76 pontos, a um ponto de conquistar o acesso e voltar à elite do futebol japonês. Buscando uma melhor campanha para esta temporada, e visando o título e o acesso a primeira divisão, o time vem buscando jogadores para compor o elenco e suprir as necessidades do time.

E o nome da vez é Edigar Junio, um velho conhecido da torcida do Bahia, clube em que atuou antes de assinar com os japoneses. O centroavante ficará ao menos uma temporada distante do clube baiano, pois o time de Salvador tornou oficial sua transferência por empréstimo para o Yokohama até o fim de 2019.

O Auge

O jogador que teve seu auge no Bahia, chegou ao clube em 2016, disputando o Campeonato Brasileiro Série B, e atuando constantemente e fazendo bons jogos, terminou como artilheiro na campanha com oito gols feitos. Pelo clube o jogador conquistou em 2017 o título da Copa Nordeste, fazendo o gol que deu o terceiro título da copa ao clube, depois de ficar 15 anos sem ganhar.

Após a conquista do título,e fazendo valer sua contratação, Edigar emplacou 10 gols em um total de 12 jogos, levando o clube a sua melhor campanha no Brasileirão e conquistando a vaga para disputa da Copa Sul-americana. Em 2018 o craque conquistou seu segundo título com o clube marcando na final do Campeonato Baiano e atingiu um marco histórico no clube ao marcar uma 40 gols, se tornando o maior artilheiro da Fonte Nova, totalizando 141 jogos e 44 gols pelo clube de Salvador.

O craque que reconhece o tamanho e importância do clube baiano na sua carreira, agradeceu por tudo tempo que passou no clube e por tudo que lhe proporcionaram  enquanto atuava por lá. 

Não poderia deixar de registrar minha eterna gratidão ao Esporte Clube Bahia, clube o qual me acolheu e me permitiu viver momentos únicos e indescritíveis na minha carreira. Foram muitas histórias, muitos momentos de alegria, desafios, conquistas e também dificuldades, essas que me permitiram crescer como ser humano e profissional, me ensinaram a ter mais fé, paciência e resiliência. Sei que hoje faço parte da história desse clube e me sinto honrado e feliz por isso. O Bahia é um clube gigante e sua torcida é fantástica, única. Saio pela porta da frente, com a certeza de que dei o meu melhor em cada partida e lutei junto com cada torcedor até o fim. Obrigado, esquadrão de aço! Até logo…”

O Início

O jogador que iniciou a carreira no clube Atlético Paranaense, defendeu o clube por seis temporadas, fazendo bons jogos e despertando a atenção de alguns clubes. Apesar de não ter ganho títulos com o clube o jogador disputou 64 partidas, marcando 22 gols pelo clube. Emprestado ao Joinville durante o tempo que defendia o Atlético, o jogador teve boa passagem, atuando em 100 partidos e anotando 27 tentos pelo clube. Em 2016 chegou ao Bahia, onde fez história e permaneceu por duas temporadas, até ser negociado com time japonês que defenderá nesta temporada.

Principais características

Destro, rápido e hábil com a bola nos pés, o chamado Edigol destaca-se pela sua velocidade, e por utilizar bem os dribles para se desvencilhar dos adversários. O jogador que cumpre a função de atacante, gosta de jogar pelas lados do campo, chegando em velocidade dentro da área e surpreendendo os adversários. Oportunista e com faro de gol, o artilheiro será uma das peças principais no elenco japonês.

 

Pedro Henrique Ordones Ramos

Sobre Pedro Henrique Ordones Ramos

Pedro Henrique Ordones Ramos já escreveu 100 posts nesse site..

Sou Pedro Henrique Ordones Ramos, tenho 20 anos, moro na região da Penha (Cangaiba) Zona Leste de São Paulo. Curso o segundo semestre de jornalismo.


 

365 Scores

 

Pedro Henrique Ordones Ramos
Pedro Henrique Ordones Ramos
Sou Pedro Henrique Ordones Ramos, tenho 20 anos, moro na região da Penha (Cangaiba) Zona Leste de São Paulo. Curso o segundo semestre de jornalismo.

Artigos Relacionados

Topo