CSA ganha nos pênaltis e se garante na terceira fase da Copinha 50

CSA sofreu o empate no tempo normal, mas saiu com a classificação na decisão por pênaltis

A torcida que compareceu ao Baetão viu um jogo de fortes emoções do começo ao fim. O CSA teve um bom controle de jogo até marcar seu gol e esperar o Oeste atacar. A equipe paulista bem que teve boas oportunidades, mas não as transformou em gol. No final, o placar ficou 1 x 1 no tempo regular e 4 x 3 ao Azulão nas penalidades.

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros 45′ foram marcados pelo equilibro muito forte. Quem teve mais a bola no começo foi o CSA, porém as chances saíram só depois do 15′. A melhor oportunidade alagoana foi quando Gerson partiu pela esquerda, pedalou, cortou e foi a linha de fundo no cruzamento Yago não conseguiu pegar com muita força e o goleiro encaixou em dois tempos. A segunda parte da primeira etapa teve a mudança da posse de bola. assim , o Oeste conseguiu chegar melhor ao gol. Aos 27′ deram espaço ao Luiz Giovanny que de muito longe chutou e quase contou com a ajuda do gramado sintético para marcar o gol, mas o goleiro Gabriel Franco estava atento e espalmou a bola para linha de fundo.

SEGUNDO TEMPO

Na volta do intervalo, Gravatal entrou no lugar de Yago pelo time alagoano. O centroavante não perdeu tempo e com dez minutos em campo abriu o placar. Após bela cobrança de falta de Andrew, o camisa 19 subiu primeiro que todo mundo e colocou a bola no fundo do gol. O treinador Gilberto Pereira promoveu três mudanças rapidamente para lançar seu time ao ataque. Aos 27′ metade da torcida do Oeste infartou. Em belo cruzamento na área Tite cabeceou no travessão e na sobra Wallace pegou um belo chute de direita que também bateu no poste e na linha antes de sair. Logo após esse lance, a marcação do Azulão se intensificou e o Oeste teve problemas para armar. Porém, a equipe tem uma bola aérea muito forte e foi assim que empatou o placar. Após batida de escanteio, Luan chegou na segunda trave para empatar o jogo.

PÊNALTIS

Quem abriu a decisão foi os jogadores paulistas. O primeiro a bater foi Diogo que apenas tirou do goleiro e abriu o placar. Pelo lado alagoano foi Léo quem começou, o meia canhoto bateu cruzado e empatou. Léo Tavares correu devagar e chutou com tranquilidade no canto oposto ao de Gabriel Franco. Luiz Felipe cobrou com força na bochecha da rede. Tite, assim como seu xará, foi com tranquilidade e segurança a cobrança e finalizou forte rasteiro no gol. Gravatal marcou mais um da mesma maneira, só que desta vez com pé, tocando no canto do goleiro Márcio.

Cássio foi o escolhido da vez, o volante não chutou com muita força e viu Gabriel Franco dar só um tapa para tirar do gol. Toinho que desceu do profissional apenas para jogar o torneio, bateu forte e cruzado sem chance ao azar e pôs o CSA a frente. A pressão ficou nos pés de Luiz Giovanny, o atacante cobrou forte, porém a bola explodiu na trave esquerda e foi pra fora, classificando a equipe alagoana.

E AGORA?

O Centro Sportivo Alagoano enfrenta o Grêmio pela terceira fase, ou 16 avos, da 50ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, enquanto o Oeste fará um balanço de como foi a campanha e analisar o futuro dos garotos.

MELHORES MOMENTOS

Sobre Guilherme Ribeiro

Guilherme Ribeiro já escreveu 87 posts nesse site..

Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.

Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.

Artigos Relacionados

Topo