Cruzeiro x Atlético-MG – Prognóstico do Clássico Mineiro na Copa do Brasil

A Raposa recebe o Galo no Mineirão para os primeiros 90 minutos
Cruzeiro x Atlético-MG

Nesta quinta-feira (11), a cidade de Belo Horizonte vai pegar fogo para o confronto da Copa do Brasil. Assim, fechando as partidas de ida das quartas de final, Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam no Estádio do Mineirão. A bola rola às 20h (horário de Brasília). Porém, é a primeira vez que as equipes se enfrentam após a final do Campeonato Mineiro, em abril – na ocasião, vitória da Raposa.

CRUZEIRO

O Cruzeiro vive péssimo momento, dentro e fora de campo. Aliás, antes da pausa para a Copa América, a equipe visitou o Fortaleza e saiu derrotada. Atualmente ocupa a 18ª colocação, com oito pontos. Contudo, nesta semana, a justiça determinou o afastamento do vice-presidente Itair Machado, por ferir a Lei Pelé, além do Estatuto. Entretanto, mesmo com tudo isso acontecendo no time comandado por Mano Menezes, a Raposa apostas suas fichas no confronto diante do Galo. Desta forma, uma bela vitória para encaminhar a classificação deve acalmar um pouco os ânimos da torcida cruzeirense.

Atualmente, a fase não é nada boa, porém, se pegarmos os números completos do ano de 2019, o resultado surpreende. Ainda mais que o Cruzeiro disputou até o momento 33 partidas, onde venceu 18, empatou nove e perdeu apenas seis vezes. Da mesma forma, o problema teve início no Campeonato Brasileiro, onde a equipe já sofreu cinco derrotas, além de dois empates, vencendo apenas duas partidas (29,62% dos pontos conquistados). Assim, em nove jogos, marcou nove gols (média de 1,0) e sofreu 16 (1,78).

ATLÉTICO-MG

Após o vice no Campeonato Mineiro, justamente para o maior rival, e a eliminação precoce na Copa Libertadores, todos esperavam que o Atlético brigaria contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Porém, a equipe comandada por Rodrigo Santana faz um belo início de competição, ocupando a 5ª colocação. Além de ter eliminado o Santos nas oitavas da Copa do Brasil, vencendo o Peixe fora de casa. Um dos destaques desse Galo versão 2.0 é o jovem centroavante Alerrandro. O camisa 44 colocou nada mais, nada menos que Ricardo Oliveira no banco de reservas, e para enfrentar o rival na Copa do Brasil, o queridinho da torcida atleticana deve começar a partida mais uma vez como titular.

Na atual temporada, o Galo marcou 64 gols – Alerrandro foi responsável por 13 – em 39 partidas (média de 1,64). Sofreu 37 (0,95). Quando o assunto é “jogos como visitante”, são 18 jogos, com oito vitórias, três empates e sete derrotas (50%).

RETROSPECTO

A rivalidade entre Cruzeiro e Atlético-MG é gigantesca e nenhum deles aceita ter mais derrotas do que vitórias sobre o rival, fazendo com que o site cruzeirense mostre mais vitórias da Raposa e o site atleticano mais vitórias do Galo. Então, segundo o site O Gol, Cruzeiro e Atlético se enfrentaram 277 vezes, com 97 vitórias cruzeirenses e 92 atleticanas. Pela Copa do Brasil, dois jogos válidos pela final da competição, em 2014, onde o Atlético se consagrou campeão com duas vitórias.

APOSTA INIDICADA

A pausa para a Copa América pode mudar tudo na forma que os times atuam. Se o confronto fosse um mês atrás, mesmo com o Cruzeiro sendo anfitrião, o Atlético-MG teria uma leve vantagem. Hoje, o placar mais indicado para se apostar é o empate, onde a 1XBET paga 3.02.

Odds: 1 (2.19) | X (3.02) | 2 (3.78)

Edson Guimarães

Sobre Edson Guimarães

Edson Guimarães já escreveu 76 posts nesse site..

Meu nome é Edson Guimarães, tenho 22 anos e inicio em 2019 o último ano de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, juntamente do amor pelo meu clube do coração, vulgo Santos Futebol Clube. A junção de duas paixões (futebol e escrita) começou de fato em 2015, ano que dei pontapé inicial à minha graduação. Meus espelhos da comunicação social esportiva são Mauro Cézar Pereira (ESPN) e André Hernan (Sportv).

Edson Guimarães
Edson Guimarães
Meu nome é Edson Guimarães, tenho 22 anos e inicio em 2019 o último ano de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, juntamente do amor pelo meu clube do coração, vulgo Santos Futebol Clube. A junção de duas paixões (futebol e escrita) começou de fato em 2015, ano que dei pontapé inicial à minha graduação. Meus espelhos da comunicação social esportiva são Mauro Cézar Pereira (ESPN) e André Hernan (Sportv).

Artigos Relacionados

Topo