“Cristianismo”, na Champions League, significa outra coisa! CR7 destrói Atlético de Madrid em Turim

Com um hat-trick, Cristiano Ronaldo comanda vitória com virada no placar agregado e classifica a Juventus às quartas de final da Liga dos Campeões da UEFA

Em duelo válido pela partida de volta das oitavas de final da UEFA Champions League 2018-19, a Juventus recebeu o Atlético de Madrid precisando reverter o placar de 2 x 0 no confronto de ida, em Madrid, na Espanha. A partida, que aconteceu em Turim, na Itália, girava muito em torno do que o astro português da JuvCristiano Ronaldo, poderia fazer, uma vez que tinha ótimo histórico contra o rival, mas havia passado em branco no primeiro embate. Para decidir jogos como esse é que a equipe italiana contratou o Gajo, que não decepcionou. Não só decidiu, como marcou um hat-trick para barcelonista nenhum botar defeito.

1º tempo

O jogo se desenhou todo para uma vitória da Juventus. Para uns covardes, para outros necessidade, e alguns estilo de jogo, mas o Atlético de Madrid, do técnico argentino Diego Simeone, tinha uma proposta clara para o confronto: se defender o máximo possível e apostar no contra-ataque. Em tese a ideia era boa, mas arriscada por levar o time da casa para cima. E foi isso que fizeram desde o começo. A Vecchia Signora pressionava, chutava, atacava e os Colchoneros viviam de retranca e as investidas de contra-ataque não funcionavam. O treinador italiano, Massimiliano Alegri, por outro lado, tinha imposto aos mandantes uma mentalidade ofensiva, na qual laterais se tornavam pontas, atacantes pressionavam os zagueiros e volantes viravam meias.

Tanto que a primeira oportunidade de gol aconteceu aos três minutos, com chute cruzado do volante francês Matuidi, mas a zaga afastou antes mesmo do goleiro esloveno Oblak. um minuto depois saiu o gol, com o zagueiro Chiellini, porém a arbitragem marcou falta de Cristiano Ronaldo, que chutou a bola que estava nas mão do goleiro atleticano, antes do italiano marcar o gol. Os Bianconeros atacavam por ambos os lados e a zaga espanhola se segurava. De um lado os cruzamento do lateral esquerdo Spinazzola, do outro era o lateral direito português joão Cancelo e o meia-atacante Bernardeschi.

O primeiro ataque do Atlético foi aos 24′. Griezmann mandou um chute cruzado da direita e o goleiro polonês Wojciech Szczęsny fez a defesa mandando para escanteio. Mas quem marcou mesmo foi a Juventus. Ou melhor, o melhor, Cristiano Ronaldo. Inteligentemente, o português e Bernardeschi inverteram os lados de atuação para que Cristiano jogasse nas costas de Juanfran. A mudança deu tão certo que o passe do camisa 33, Berna, foi “com a mão”, de tão preciso, e o CR7 pulou como um leão atacando uma zebra (no caso uma zebra atacando um leão) e abriu o placar de cabeça.

Aos 32′, em falta próxima a área, pelo lado direito, Ronaldo e Bernardeschi na bola. Todos esperavam o chute do camisa 7, mas foi o 33 quem bateu, levando perigo ao gol visitante. E ele estava querendo jogo. Aos 34′, Berna recebeu cruzamento de Spinazzola da esquerda e como a bola chegou atrás dele, o italiano virou uma bicicleta, mas a bola passou sobre o gol. No final da etapa inicial os Colchoneros saíram para o jogo, buscando o empate, mas a marcação italiana era firme. Faltando dois minutos para o fim regulamentar, Cristiano subiu de cabeça no cruzamento de Spinazzola e quase fez o segundo, passando à esquerda de Oblak. Aos 44′ ainda deu tempo de Chiellini cabecear o escanteio de Pjanic, mas no meio do gol, onde estava o arqueiro visitante. No último minuto Morata cabeceou o passe de Arias sobre a trave.

2º tempo

Precisando do resultado, a Juv voltou ao complemento da mesma forma que jogou o tempo anterior: na pressão. E logo no terceiro minuto, aos 48′, Cristiano Ronaldo, de novo ele, marcou o segundo gol italiano, de novo de cabeça, após cruzamento de seu compatriota, João Cancelo. A bola passou a linha e de dentro do gol Oblak tirou a bola. Porém, em questão de instantes o problema fora solucionado com o relógio com sensor que controla o chip da bola, e que apontou o tento, validando o gol já aos 49′. Os espanhóis até atacaram, mas de forma desorganizada e ineficiente.

Desta forma, ficava mais fácil dos anfitriões planejarem e executarem seu jogo. O duelo ficou um bom tempo truncado, com as equipes se revezando em ataques sem sucesso, faltas e marcação firme. Até que, aos 84′, Bernardeschi foi derrubado dentro da área, com um leve empurrão nas costas e o árbitro marcou pênalti. O VAR entrou em ação e confirmou a penalidade. Eis que sai o hat-trick de Cristiano Ronaldo, cobrando no canto direito do goleiro, esquerdo do cobrador, e Oblak nem saiu na foto: 3 x 0 e a classificação garantida.

E agora?

Com o resultado a Juventus se classificou para às quartas de final da UEFA Champions League e aguarda o sorteio da manhã de sexta-feira (15) para saber quem enfrentará na próxima fase. Enquanto isso, já se preparam para o jogo de domingo (17), pelo Campeonato Italiano, contra o Genoa, fora de casa, às 8h30 (horário de Brasília). Por outro lado, o Atlético de Madrid ainda vai tentar tirara a diferença de sete pontos para o líder Barcelona, no Campeonato Espanhol, e começa já neste sábado (16), contra o Athletic de Bilbao, fora de casa, às 14h30 (horário de Brasília).

Melhores Momentos

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 854 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia.Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia.Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo