Criciúma e Ponte Preta ficam no empate pela Série B

O resultado não é bom para ambas as equipes em busca dos seus objetivos

Nesta terça-feira (3), Criciúma e Ponte Preta se enfrentaram em jogo válido pela 21ª rodada da Série B, no estádio Heriberto Hulse. Com direito a um primeiro tempo apático de ambos os times e uma etapa final movimentada, o placar ficou mesmo no 0 x 0. Entretanto, o resultado não é bom para ambos. O Tigre pode entrar novamente na zona do rebaixamento ao final da jornada. Por outro lado, a Macaca perde a chance de entrar no G4 da segunda divisão.

1º TEMPO

O primeiro tempo começou com algumas chances de gol. Primeiramente com Wesley, do Criciúma. Aos dois’, o meia do Tigre obrigou o goleiro Ygor a espalmar a bola. Logo depois, foi a vez da Macaca chegar com perigo. Entretanto ficou no quase, duas vezes. Aos três’, boa jogada de Tiago Real e Roger, mas a zaga dos catarinenses conseguiu afastar. Além disso, no minuto seguinte, Reginaldo cabeceou mal e desperdiçou chance para a Ponte Preta. Mas as grandes chances pararam por aí.

Na metade da etapa inicial, a partida teve uma queda técnica. O Criciúma detinha a posse de bola. Porém, não conseguia transformar o controle do jogo em finalizações. Bem como a Ponte Preta não conseguia contra-atacar. O Tigre voltou a incomodar com Reinaldo, que aproveitou vacilada da zaga paulista, mas foi desarmado ao chegar na área. Enfim, aos 41′, cruzamento na área para Roger, mas Maicon conseguiu afastar o perigo.

2º TEMPO

Diferente da primeira etapa, os primeiros minutos do segundo tempo foram movimentados, com Criciúma e Ponte Preta.  O time catarinense criou três oportunidades em cinco minuto. Aos seis’, Léo Gamalho cabeceou para fora após cruzamento. Na sequência, Maicon cruzou, mas a pelota tomou outro rumo e quase surpreendeu Ygor. Enfim, foi a vez de Daniel Costa testar o goleiro da Macaca, que fez outra boa intervenção. Após longa pressão do Tigre, os paulistas só conseguiram incomodar aos 18′, em falta cobrada por Diego Renan, mas ninguém aproveitou.

Entretanto, na segunda metade da etapa final, a Ponte Preta conseguiu equilibrar a posse de bola e rondar área dos mandantes. Além disso, Gerson Magrão entrou no jogo e trouxe equilíbrio ao meio-campo da Macaca. Porém, era o Criciúma a equipe mais objetiva, e aos 39′, Sandro obrigou o goleiro Ygor novamente a fazer bela defesa, em nova cabeçada na área campineira. Enfim, nada mais aconteceu em campo até o apito final.

E AGORA?

O Criciúma tentará se afastar da zona da degola na próxima terça-feira (10). O Tigre irá até Belo Horizonte, onde enfrenta o América-MG pela 22ª rodada da Série B, às 21h (horário de Brasília). Já a Ponte Preta terá confronto em casa, no Moisés Lucarelli em Campinas, contra o Vila Nova, visando o G4. Enfim, a partida está marcada para a quinta-feira (12), às 21h30 (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto destaque: Divulgação/Criciúma

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 317 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

BetWarrior

Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo