Cria da base, Fagner chega à centésima vitória com a camisa do Corinthians

O êxito do Corinthians sobre o Luverdense, na última quinta-feira, em confronto válido pela terceira rodada da Copa do Brasil, rendeu ao lateral-direito Fagner uma marca especial na carreira. Além de encaminhar a classificação da equipe, o jogador chegou à centésima vitória pelo Timão. São 182 jogos, 42 empates e 40 derrotas.

Vindo do Terrão, fez sua estreia pela equipe principal no Campeonato Brasileiro de 2006, quando ajudou a equipe alvinegra a bater o Fortaleza por 4×0. À época, tinha apenas 17 anos. Mesmo sendo visto como uma revelação, Fagner não teve seu contrato renovado e foi emprestado no início de 2007 ao Esporte Clube Vitória.

Com passagem rápida pelo time baiano, logo foi emprestado ao PSV Eindhoven, da Holanda, onde jogou com o atual colega de elenco, Cássio. Nos Países Baixos, ganhou o título holandês da temporada de 2007-08, porém teve dificuldades para se adaptar – talvez pela pouca idade -, não rendeu o esperado e seguiu por empréstimo ao Vasco da Gama.

Em 2009, foi campeão brasileiro da série B com a equipe carioca, porém teve de se contentar com a reserva, já que Paulo Sérgio era o titular. Desgostoso com a situação, cogitou deixar o time, mas após Paulo Sérgio seguir para a Portuguesa, resolveu permanecer e enfim se destacou.

Jogando ao lado de Éder Luís, em 2011, Fagner viveu seu melhor momento na carreira: foi campeão da Copa do Brasil e figurou a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Ao final da temporada, foi eleito o melhor jogador da posição.

O atleta ainda ajudou a equipe cruzmaltino a chegar à final do Campeonato Carioca e às quartas de final da Libertadores da América, onde viu o time perder por 1×0 justamente para o Corinthians.

Após bela passagem pelo Vasco, foi negociado em julho de 2012 e partiu para a Europa. Destino: Vfl Wolfsburg, da Alemanha, onde, mais uma vez, não conseguiu se firmar. Vivendo altos e baixos e ficando no banco de reservas em muitos jogos, resolveu voltar para o Brasil.

Emprestado pelo time alemão, retornou a São Januário em 2013. Mas, apesar da boa performance, não conseguiu evitar o rebaixamento da equipe vascaína. Um novo acordo é selado, então, entre Wolfsburg e Corinthians, e o bom filho à casa torna.

Fagner chega por empréstimo e basicamente sem custos ao time de Itaquera para a temporada de 2014. Aos poucos, vai ganhando espaço e a confiança da fiel torcida. Marca seu primeiro gol pelo Timão em 11 de maio daquele mesmo ano, contra o rival São Paulo, em empate por 1×1, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o tento, encerra um jejum de dois anos sem balançar as redes.

No início de 2015 o time do Parque São Jorge comprou 50% dos direitos econômicos do jogador. Na mesma temporada, Fagner se mostrou fundamental para a conquista do Hexacampeonato Brasileiro da equipe. Em 2016, mesmo com o time em baixa, voltou a vencer o prêmio de melhor lateral-direito do ano.

Seleção Brasileira

RJ – Rio de Janeiro – 25/01/2017 – Jogo da Amizade, Brasil x Colombia
Quando ainda fazia a sua primeira passagem pelo Corinthians, serviu a Seleção Brasileira sub-20 em poucas oportunidades.

Em agosto de 2016, foi convocado por Tite para defender a camisa brasileira pela primeira vez. As partidas, contra Equador e Colômbia, aconteceram nos dias 1 e 6 de setembro, respectivamente, válidas pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Na ocasião, não foi a campo, mas reencontrou os ex-companheiros de equipe Gil e Renato Augusto.

Em amistoso realizado contra a Colômbia e intitulado Jogo da Amizade, no dia 25 de janeiro deste ano, Fagner foi convocado, entrou e fez boa partida. Vale ressaltar que a renda arrecadada com os ingressos foi destinada aos familiares das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.

Mesmo não vivendo o seu melhor momento, no início deste mês o jogador corintiano voltou a ser chamado por Tite para os jogos contra o Uruguai em Montevidéu, e contra o Paraguai, na Arena Corinthians, nos dias 23 e 28 de março, respectivamente, válidos pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Ainda que a convocação do camisa 23 seja questionável neste momento, temos de reconhecer sua trajetória e, além de sorte nos confrontos pela Seleção, desejamos que continue construindo uma história vitoriosa dentro e fora de campo.

Rafaela Oliveira

Sobre Rafaela Oliveira

Rafaela Oliveira já escreveu 2 posts nesse site..

Olá! Me chamo Rafaela de Oliveira, tenho 21 anos, sou paulista e estudante de jornalismo. Falo sobre esportes no programa Arquibancada Mack, da Rádio Mackenzie, e no Programa Livre, da Rádio Astral FM. Estou sempre acreditando que tudo dará certo. E, se não fosse o futebol, não sei o que seria de mim, e do mundo.

365 Scores

BetWarrior


Rafaela Oliveira
Rafaela Oliveira
Olá! Me chamo Rafaela de Oliveira, tenho 21 anos, sou paulista e estudante de jornalismo. Falo sobre esportes no programa Arquibancada Mack, da Rádio Mackenzie, e no Programa Livre, da Rádio Astral FM. Estou sempre acreditando que tudo dará certo. E, se não fosse o futebol, não sei o que seria de mim, e do mundo.

Artigos Relacionados

Topo