Corinthians vence Chapecoense mais uma vez à moda Carille

Sob forte chuva, Timão fez mão da bola aérea para conquistar a terceira vitória seguida no Brasileirão
Corinthians vence Chapecoense à moda Carille

O mesmo roteiro das duas últimas partidas voltou a se repetir. Desse modo, mesmo sem atuar bem, o Corinthians conquistou a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro da Série A ao vencer pela vantagem mínima a Chapecoense. Sob forte chuva, Danilo Avelar foi o artilheiro magro da noite desta quarta-feira (2), em partida atrasada da 21ª rodada. Com o resultado, o Timão chegou aos 41 pontos e, assim, igualou a pontuação do Santos, 3º colocado. No entanto, a equipe comandada por Jorge Sampaoli ainda está à frente, uma vez que possui uma vitória a mais (12 x 11). Por outro lado, a Chape permanece na lanterna, com 15 pontos. De quebra, os catarinenses completaram o sétimo jogo sem vencer. Ao todo, são cinco derrotas e dois empates.

1º TEMPO

A partida transcorreu do início ao fim debaixo d’água. Cabe ressaltar que, antes do pontapé inicial, até granizo caiu em Chapecó. Apesar de todo o volume de água, o gramado da Arena Condá resistiu bem e demonstrou possuir um excelente sistema de drenagem. Dentro das quatro linhas, o nível técnico foi inversamente proporcional a chuva. Assim, a primeira etapa foi um vazio de ideias, logo as estatísticas refletem a dificuldade de construção ofensiva de ambas as equipes. Foram apenas dez finalizações, cinco para cada lado, sendo que apenas uma tomou o caminho do gol. Esse arremate foi de Everaldo, da Chapecoense.

2º TEMPO

No retorno do intervalo, Fábio Carille sacou Júnior Urso para o ingresso de Sornoza. A ousadia do técnico rapidamente surtiu resultado. Exercendo a função de segundo volante e atuando em conjunto com Mateus Vital, o equatoriano potencializou a criação do time. Com menos de cinco minutos, o Corinthians finalizou em duas oportunidades. Primeiro, com Pedrinho, que livre de marcação mandou por cima do arco. Em seguida, o próprio Sornoza arriscou de fora da área e bola passou fazendo sombra na trave direita de Tiepo. Então, aproveitando o bom momento, os visitantes abriram o placar. Após cobrança de escanteio de Clayson pela direita, Danilo Avelar subiu no terceiro andar e testou para o fundo das redes. Atrás no marcador, o técnico Marquinhos Santos lançou mão de Régis e Renato Kayzer. As modificações quase surtiram efeito, não fosse Cássio intervir com duas grandes defesas em sequência.

E AGORA?

O Timão volta a campo no próximo sábado, às 19h (horário de Brasília), contra o Grêmio, em Porto Alegre. Já a Chapecoense joga no domingo, às 11h, contra o Flamengo.

MELHORES MOMENTOS

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 316 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

BetWarrior

Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo