Henrique salva no fim, e Corinthians empata com São Caetano

Timão jogou mal no primeiro tempo, mas voltou bem para segunda etapa; Azulão recebeu castigo no fim do jogo

Corinthians e São Caetano fizeram sua partida de estreia no Campeonato Paulista 2019. O alvinegro, que vai em busca do tri campeonato, criou poucas chances no primeiro tempo, mas na segunda etapa voltou mais agressivo. O Azulão, após marcar de pênalti, conseguiu se fechar, porém tomou o gol no último lance da partida. O confronto aconteceu na tarde deste domingo (20), na Arena Corinthians.

1º tempo

O detentor do título paulista começou mal os primeiros minutos de campeonato. O treinador do São Caetano, Pintado, montou um sistema defensivo forte, e os donos da casa encontraram dificuldades no início de jogo. Jadson e Ramiro, apesar de serem os meias de mais qualidade técnica da equipe, não criaram boas chances.

A primeira jogada de perigo do primeiro tempo só foi acontecer aos 25′. Mesmo assim, porém, o lance não valeu. Fagner deixou Gustavo na cara do gol, e o atacante não desperdiçou. Embora tenha saído comemorando, o auxiliar marcou acertadamente o impedimento.

Um minuto depois, o volante corintiano Richard derrubou Capa na área, após o meia se desvincular da marcação. Rafael Marques, velho conhecido do torcedor paulista e carioca, foi o responsável pela cobrança e não desperdiçou a oportunidade, fazendo o primeiro gol do Azulão no Paulistão 2019.

Após o gol, a partida continuou a mesma: posse de bola corintiana, mas pouca criatividade no setor ofensivo. Enquanto isso, contente com o resultado, o São Caetano não precisava fazer muito esforço para frear o setor de criação do adversário. A primeira etapa, portanto, terminou 0 x 1.

Rafael Marques faz o primeiro gol do São Caetano no Paulistão
Rafael Marques faz o primeiro gol do São Caetano no Paulistão (Reprodução/Premiere)

2° tempo

O Corinthians voltou diferente à etapa complementar. Fábio Carille promoveu uma mudança logo de cara: tirou André Luis e colocou Pedrinho. A equipe, então, ficou mais aguda e pronta para agredir mais o adversário. Jadson, em cobrança de escanteio, aos 7′, colocou a bola na cabeça de Marllon, que cabeceou com perigo.

Carille não gostava do que estava vendo, principalmente a improdutividade de Sornoza pelo lado esquerdo. Por isso, trocou o camisa 7 por Gustavo Silva, o ‘Mosquito’. Apesar do apelido, o estreante não cumpriu o que o treinador corintiano esperava.

Enquanto isso, o São Caetano, na dele, se mantinha fechado. Pintado, inclusive, tirou Rafael Marques e colocou o volante Ferreira. A aposta do contra-ataque chegou a assustar o alvinegro. Aos 36′, Ítalo recebeu pela direita e finalizou à direita de Cássio, passando perto do gol.

A equipe corintiana seguiu atacando, mas sem levar perigo ao gol de Jacson. Até que aos 49′, em cobrança de escanteio, a bola encontrou o zagueiro Henrique na área, que, sozinho, nem saiu do chão para cabecear e empatar a partida.

Henrique salva o Corinthians no fim
Henrique salva o Corinthians no fim (Reprodução/Ricardo Moreira/Lancepress!)

E agora?

Após o empate, o Corinthians começou a competição como vice-líder do Grupo C. Na próxima quarta-feira (23), o alvinegro visita o Guarani, em Campinas. Já o São Caetano, apesar de ser bom resultado, saiu triste depois do empate no último lance. O Azulão é vice-líder do Grupo A e na próxima quinta-feira (24), recebe o Ituano.

Sergio Vitor

Sobre Sergio Vitor

Sergio Vitor já escreveu 138 posts nesse site..

Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.


 

365 Scores

 

Sergio Vitor
Sergio Vitor
Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

Artigos Relacionados

Topo