Corinthians vence Santos, mas classificação continua em aberto

Manoel e Clayson fizeram pelo Timão; Dérlis González marcou pelo lado santista
Corinthians vence Santos, mas classificação continua em aberto

Corinthians e Santos protagonizaram um grande duelo na tarde do último domingo (30), na Arena Corinthians. Após um início emocionante, o jogo esfriou e as chances de gol foram diminuindo no decorrer dos 90 minutos. A partida foi igual em muitos momentos, porém, quem tem a vantagem para o jogo de volta é o Timão. Mesmo com o resultado negativo, a equipe da baixada acredita na classificação.

1º tempo

A princípio, a perspectiva era que o jogo seria de muitos gols. Isso porque, em sete minutos o placar já estava 1 x 1. No primeiro lance perigoso, aos 3′, após cobrança de falta de Sornoza, o zagueiro Manoel deu um leve desvio na bola, mas o suficiente para balançar as redes de Vanderlei. Errou quem pensou que gol logo no início assustaria o Santos. Imediatamente, enquanto os corintianos ainda comemoravam, o time da baixada reagiu. Jean Mota bateu escanteio, e Cássio se adiantou, mas somente desviou a bola, que encontrou a cabeça de Derlis González para balançar as redes.

O empate deu ânimo ao Santos, que, na sua característica, dominou a posse de bola. Apesar de conter teoricamente o domínio da partida, a equipe santista não traduziu as movimentações em gol. O Corinthians, por outro lado, chegou mais vezes, porém também foram poucas. Na metade da primeira etapa, Aguilar levou a pior em um choque de cabeça com Danilo Avelar. O zagueiro santista caiu desacordado e precisou de atendimento médico ainda no gramado. O atleta foi levado de ambulância para o Hospital Albert Einsten para fazer exames.

Após o susto, o Corinthians voltou a atacar e chegou ao segundo gol. Após falha de Luiz Felipe, que tentou se livrar da bola, mas colocou no pé de Clayson. O atacante corintiano encarou Victor Ferraz, cortou para perna direita e chutou no canto esquerdo do Vanderlei, desempatando a partida.

Ao contrário da segunda etapa, primeiro tempo foi bastante movimentado (Reprodução/Marcos Riboli/Globo Esporte)
Ao contrário da segunda etapa, primeiro tempo foi bastante movimentado (Reprodução/Marcos Riboli/Globo Esporte)

2º tempo

Sampaoli trocou Cueva por Rodrygo já na virada de etapa. A mudança, porém, não surtiu efeito, pois a equipe santista continuou com dificuldade na criação das jogadas. O time da casa também não estava bem na segunda etapa, mas conseguiu chegar com perigo, sobretudo com o Clayson pela esquerda. Após um bate e rebate dentro da área, aos 14′, a bola sobrou para o atacante que emendou uma bicicleta. O goleiro santista bateu roupa, mas conseguiu tirar antes que Vagner Love chegasse.

Carille mexeu pela primeira vez no time aos 30 minutos. Trocou Love por Pedrinho, mas faltava de criatividade da equipe continuava. Tanto é que as chances foram poucas, embora tenha certo domínio de jogo. O Santos também não conseguia chegar, mas, por outro lado, ensaiou uma pressão pelo empate já no fim da partida. Aos 43′, Jean Mota cobrou escanteio, e Luiz Felipe cabeceou bem, mas Manoel conseguiu desviar.

As mudanças do treinador corintiano colocaram o time ainda mais para trás. Após tirar Sornoza e colocar Richard, o alvinegro paulista ficou sem poder ofensivo, e Gustavo ficou ainda mais isolado no ataque. Matheus Vital, que também entrou quase no fim, não conseguiu mudar o jeito da equipe.

Segundo tempo foi bastante truncado
Segundo tempo foi bastante truncado (Divulgação/Santos FC)

E agora?

A agenda do Corinthians nesta semana está menos agitada do que a do seu adversário. Os corintianos receberão na Arena o Ceará. A equipe sustenta boa vantagem, após vencer em Fortaleza por 3 x 1 na Copa do Brasil. Já o Santos terá de ir a Goiás enfrentar o Atlético Goianiense, em confronto válido pelo jogo de ida da competição nacional.

Contudo, a partida de volta acontecerá da semifinal do Campeonato Paulista acontecerá na próxima segunda-feira (8), às 20h (horário de Brasília). O palco para o duelo será o Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. A decisão da FPF em colocar o jogo só para segunda contrariou os dirigentes santistas que se sentiram prejudicados em questões de renda de estádio.

Sergio Vitor

Sobre Sergio Vitor

Sergio Vitor já escreveu 143 posts nesse site..

Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Sergio Vitor
Sergio Vitor
Jornalista com 22 anos de idade, atua, há três, como repórter, redator e social media para uma revista especializada do setor de seguros, economia e negócios. Em 2016, ainda na graduação, começou a dedicar seu tempo escrevendo matérias no Futebol na Veia. Atualmente, é responsável pela análise de SEO do FNV, além de participar de programas esportivos na rádio, todos alinhados ao site.

Artigos Relacionados

Topo