Corinthians massacra e vai com moral para as quartas da Copinha

O Timãozinho bateu a equipe do Visão Celeste, em Barueri
Corinthians massacra e vai com moral para as quartas da Copinha

Na Arena Barueri, Corinthians e Visão Celeste fizeram o último jogo válido pelas oitavas de final da Copinha. A equipe da paulista, não teve dó e nem piedade, aplicando um sonoro 8 x 0, na surpresa da competição. A maior goleada da competição, teve Nathan e João Celeri como destaques no quesito goleador. Mas, Fabricio Oya outra uma vez brilhou, ajudando os companheiros a marcarem os seus.

1º Tempo

O time alvinegro dominou as ações do jogo, sem ao menos dar esperanças aos potiguares, que se viram acuados, tamanho era o poder corinthiano. Aos 11 minutos, em cobrança de falta, Fabricio Oya fez o primeiro gol do jogo, batendo rasteiro e no contrapé do goleiro. Aos 24′, com a falha da defensiva, a bola sobrou para Nathan fazer de cabeça o segundo do jogo.

Com 33′ no relógio, novamente o centroavante apareceu, aproveitando o rebote dado por Patrick, só completando para o fundo do gol. Mesmo com a vantagem, o Corinthians continuava apertando no campo de ataque e na reta final, Rafael Bilu quase fez o quarto, jogando a bola longe. Assim, a etapa inicial terminou em 3 x 0 para o Timãozinho.

2º Tempo

A volta do intervalo foi ainda mais avassaladora, ampliando o marcador de maneira tranquila. No primeiro minuto, Igor chutou de longe e contou com a ajuda do goleiro Patrick para marcar o quarto no placar. Aos 11′, Rafinha marcou um lindo gol de falta, com a calma que muitos não têm. Oito minutos depois, foi a vez de Matuan chutar de fora e acertar o cantinho adversário e fazer sexto.

O Visão Celeste só via o jogo corinthiano crescer, porém, o seu nada de acontecer. Tanto que, aos 28′, João Celeri fez o sétimo do time paulista, o seu segundo no duelo, em outro chute de longa distância. Chutar de longe parecia o caminho mais curto ao gol adversário, mas foi em um cruzamento, aos 43 minutos, que novamente João Celeri surgiu, testando firme para o fundo do gol, era o oitavo do Corinthians. Ainda deu tempo do centroavante perder um gol cara a cara com o goleiro, mas jogou para fora. Foi a deixa para o árbitro encerrar o duelo, com 8 x 0 no placar.

E Agora?

Com a moral transbordando, o Corinthians entra em campo já nessa sexta-feira (18), quando jogará às 21h30, na mesma Arena Barueri, contra o Grêmio. O time gaúcho também não teve dificuldades para bater o Audax por 3 x 0, em Osasco.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 800 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo