Confronto contra o rebaixamento e somente o Paysandu jogando em mais uma rodada do Parazão 2018

Confronto contra o rebaixamento e somente o Paysandu jogando em mais uma rodada do Parazão 2018

Pela quinta rodada do Parazão 2018, o Paysandu será o único da dupla RePA a jogar nesse fim de semana, tudo porque o jogo entre Remo e Cametá marcado para esse sábado (03), teve que ser adiado por conta do UFC Belém que será realizado no ginásio Mangueirinho. A data do jogo ainda não foi marcada. Além disso, o duelo entre São Raimundo x Águia, contra o rebaixamento é tratado já como vida ou morte entre os times. Confira esse e outros jogos no resumão do Futebol na Veia.

Parazão 2018 – 5ª rodada

04/02 – Domingo

17h – Independente x Castanhal

O Galo Elétrico é vice-líder do grupo 1 do Parazão com oito pontos, o Japim é o lanterna do outro grupo 2 com apenas quatro pontos. Porém, o time vem de vitória sobre o Bragantino. São argumentos bons para definir esse como um bom duelo no Navegantão. Ainda mais se incluirmos aqui, uma sequência de quatro jogos invicto do Independente no confronto direto. Veja aqui o histórico de confrontos.

17h – Parauapebas x Bragantino

Parauapebas e Bragantino se enfrentam no Rosenão pelo Parazão. Mesmo fora de casa, é a chance do Tubarão de Bragança se reerguer. Isso porque perdeu do Castanhal na rodada passada. Também é a chance do PFC, melhor defesa do campeonato com dois gols sofridos, continuar com a invencibilidade em sua chave. O duelo é marcado pela igualdade em seu retrospecto atual. Veja aqui o histórico de confrontos.

17h – Paragominas x Paysandu

O penúltimo jogo desta rodada do Parazão acontece na Arena Verde, em Paragominas. O Jacaré do Norte encara o Papão da Curuzu “mordido”. Isso após a derrota na última rodada no RePa por 2 a 1 nos acréscimos. O clube também perdeu para o Novo Hamburgo na Copa do Brasil. Se serve de motivação, a chegada do centroavante Walter durante a semana pode dar um ânimo a mais a torcida e é um ganho ao elenco bicolor. Já o Paragominas ainda procura uma maneira de vencer o time da capital, algo que ainda não aconteceu na história. Veja aqui o histórico de confrontos.

Fernando Torres/ASCOM Paysandu

18h – São Raimundo x Águia

Por fim, o duelo dos times que estão na quarta posição de seus grupos. O jogo do Colosso do Tapajós pelo Parazão é marcado pela tensão. Os dois times só venceram na primeira rodada do campeonato, desde então, são duas derrotas e um empate para cada lado. Se alguém vem melhor, podemos considerar o Pantera já que empatou contra o Independente no mesmo local deste domingo. Veja aqui o histórico de confrontos.

Confira como estão os grupos do Parazão antes da quinta rodada começar:

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 672 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

1X Bet
Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo