Confirmando favoritismo, japoneses e coreanos estão na fase de grupos da Champions Ásia

Além das três goleadas dos jogos da manhã do último playoff pré-Champions, o Sanfrecce Hiroshima foi o único favorito a penar, mas também avançou

Na manhã desta terça-feira (19), quatro jogos aconteceram pelo último playoff da Champions League Ásia e os favoritos confirmaram às expectativas e avançaram à fase de grupos. Os chineses do Shandong Luneng golearam por 4 x 1 o Hanói T&T, do Vietnã, mesmo placar de Kashima Antlers (Japão) e Newcastle Jets (Austrália), no qual os japoneses avançaram. Outra equipe a golear coram os sul-coreanos do Ulsan Hyundai, ao bater os malaios do Perak. O único favorito que teve trabalho foi o Sanfrecce Hiroshima. O atual vice-campeão japonês massacrou os tailandeses do Chiangrai United em chutes, mas não furara a defesa adversário, avançando apenas nos pênaltis, por 4 x 3. Veja todos os detalhes da Champions Ásia.

Champions League Ásia – 3ª fase de playoff

Sanfrecce Hiroshima 0 (4) x (3) 0 Chiangrai United

Esta foi uma falta crucial no contexto do jogo: gol! Já que os anfitriões foram dominantes deste o início do 1º tempo, sendo ameaçadores. O camisa 7, Gakuto, foi o primeiro a perder chance pelo lado japonês. Mas na segunda oportunidade uma penalidade foi marcada. Gakuto chutou a bola, que bateu no defensor e espirrou. Ainda dentro da área, Minagawa tento chutar para o gol e a bola bateu na mão de Srisai. Na cobrança o mesmo Yusuke Minagawa tinha a chance de fazer 1 x 0, mas seu chute rasteiro no canto esquerdo, direito do goleiro, foi interceptado por Saranon Anuin e o embate permaneceu sem gols. Apesar de toda posse de bola, que terminou 67% x 33%, parecia que o Sanfrecce iria selar a vitória com um gol ou dois, mas eles não conseguiam encontrar um caminho além da defesa teimosa de Chiangrai, e em particular o goleiro Anuin.

O arqueiro tailandês estava em noite inspirada e não deixou passar nada, sendo uma verdadeira muralha. Foram pelo menos sete defesas do goleiro visitante, além do pênalti pego. E quando ele não salvava, a trave ajudava e o gol nipônico não saia. E numa das poucas vezes que os tailandeses conseguiram chegar ao ataque, com o brasileiro Bill, teve uma incrível oportunidade. O atacante puxou contra-ataque, sem companheiros o acompanhando, foi para cima de três marcadores e se saiu bem, ficando do lado esquerdo da grande área, mas chutou para fora. Na prorrogação, pouca coisa mudou. O Sanfrecce Hiroshima fez seu trabalho nas cobranças de pênaltis, mas também houve drama aqui. O Chiangrai perdeu dois pênaltis e foi eliminado. Como se viu, o time da J-League se manteve e conseguiu garantir a qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões da AFC. Para o Chiangrai, resta de contentar com a Copa da AFC.

Kashima Antlers 4 x 1 Newcastle Jets

Jogando fora de casa, os australianos tiveram a primeira chance do jogo com Roy O’Donovan chutando de fora da área para a defesa de Kwoun Sun-tae. Mas foram os Antlers que tiraram o primeiro zero do placar do Kashima Soccer Stadium, aos 18 minutos, quando o recém-contratado Sho Ito mostrou oportunismo. O brasileiro Léo Silva chutou cruzado de fora da área e seu compatriota, Serginho, desviou de letra. A bola bateu na trave e andou pela linha até ser estufada no fundo das redes por Ito. Mas mal deu tempo de comemorar, pois apenas cinco minutos depois, em excelente troca de passes do ataque australiano, o venezuelano Ronaldo Vargas aproveitou chutou da entrada da área e contou com desvio do zagueiro Jung Seung-hyun para empatar o duelo aos 23’. No entanto, o Kashima recuperou a vantagem 11 minutos depois, aos 32’, com Shuto Yamamoto. Koki Anzai foi a linha de fundo direita e cruzou no segundo pau. A zaga ficou esperando a bola passar, enquanto Yamamoto vinha ao seu encontro e, de cabeça, colocou os nipônicos na liderança do placar.

Com os japoneses dominando o jogo, tendo 21 x 6 de chutes a gol e 12 x 2 em arremates no alvo durante o jogo todo, a segunda etapa foi de tranquilidade para eles. Aos 67’, Léo Silva entrou na área, driblou o arcador e tocou no meio da área, quando o zagueiro Nigel Boogaard chegou atrasado no lance e deu um pisão no pé direito do meio-campista brasileiro, que caiu sentindo muitas dores. Na cobrança de pênalti, Serginho cobrou com categoria, deslocando o goleiro para o lado direito e tocando no canto oposto. E o camisa 18 continuou sendo decisivo, assim como foi no título de 2018. E, no primeiro minuto de acréscimo, os anfitriões completaram a goleada quandoKazuma Yamaguchi puxou correria pela esquerda, foi a linha de fundo e cruzou para a área, no segundo poste, onde estava Serginho que só escorou para fechar a goleada e garantir o Kashima Antlers na fase de grupos das Champions Ásia.

 

Ulsan Hyundai 5 x 1 Perak

No confronto da Coreia do Sul, a primeira chance foi do brasileiro Wander Luiz, do Perak, em cobrança de falta no ângulo, mas o goleiro esta Oh Seung-hoon estava seguro e fez a defesa. O clube da K-League abriu o placar com um gol contra do lateral direito, Amirul Azhan Aznan, aos 23 minutos. Mas o clube da Malásia conseguiu segurar os coreanos pelo menos até o intervalo. O time se fechou e se contentava em defender-se e buscar uma bola para tentar o empate, mas a força dos Tigres de Ulsan era demais e a etapa final não poderia ser diferente, a não ser que algo muito fora do comum ou curioso acontecesse, o que não foi o caso. O norte-americano Mikkel Diskerud marcou duas vezes, em seguida, aos 56’ e aos 58’. No primeiro recebeu passe de Kim In-sung, driblou o brasileiro Leandro Dos Santos dentro da área e chutou cruzado, no canto esquerdo do goleiro, quando o segundo marcador chegava, aumentando a vantagem mandante.

O segundo tento também foi numa ótima parceria com In-sung. O coreano bagunçou com a defesa dentro da área, perdeu a bola, recuperou, saiu do quintal do goleiro e tocou na altura da meia-lua para Diskerud bater colocado, de novo no canto canhoto do arqueiro, que não fez a defesa, 3 x 0. O quarto gol veio aos 70’, quando o lateral direito Kim Tae-Hwan foi a linha de fundo de seu lado e cruzou na área. O lateral direito Amirul Azahan desviou da pequena área, mas Dongkyeong Lee estava na entrada da área para ampliar a goleada. O quinto e último tento saiu, novamente, dos pés de Kim In-sung, que saiu do banco e com certeza vai causar dor de cabeça ao técnico para a próxima partida. O camisa 7 carregou a bola pela esquerda e tocou para o brasileiro Júnior Negão marcar na saída do goleiro aos 87’. O gol de honra dos malaios foi marcado pelo lateral esquerdo Nazirul Naim, chutando cruzado da linha de fundo, totalmente sem ângulo, mas enganando o goleiro e contando com o desvio na trave esquerda de Oh Seung-hoon para marcar.

 

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1164 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo