Confirmado! St. Louis é a nova franquia da MLS

O acordo entre liga e clube foi anunciado nesta terça-feira (20)
Confirmado! St. Louis é a nova franquia da MLS

Agora é oficial! St. Louis terá um clube para chamar de seu na MLS. Don Garber, comissário geral da liga, anunciou em evento nesta terça-feira (20) o acordo feito com o grupo composto pela família Taylor, Jim Kavanaugh e Carolyn Kindle Betz, que será general manager da equipe. Dessa forma, com Betz e outras seis membras dos Taylor, St. Louis será a primeira equipe da MLS a ser comandada por maioria feminina. Além disso, será um dos poucos nos esportes americanos.

Quando o clube entra em campo?

A estreia do clube está marcada para 2022, e o estádio que receberá os jogos, será construído em Downtown West, em St. Louis, bairro central da cidade. O local terá capacidade para 22.500 pessoas (podendo chegar a 25.500), com arquibancadas cerca de 40m de distância do gramado, além de serem cobertas. No evento do anúncio, Carolyn demonstrou sua alegria de poder fazer parte da MLS.

“Nosso grupo de proprietários percorreu um longo caminho desde que anunciamos nossa oferta em outubro do ano passado. É uma sensação incrível poder dizer agora que St. Louis abriga a primeira maioria oficial feminina, liderando um grupo de proprietários na MLS. Nossa equipe e estádio da MLS só aumentarão o renascimento de St. Louis e nos dará uma grande oportunidade de reunir muitos segmentos diferentes da comunidade, unindo as pessoas em seu amor pelo esporte.”

St. Louis de história

Mesmo sem um time no torneio, St. Louis pode se alegrar, pois produziu alguns nomes importantes no esporte americano. Will Bruin (Seattle Sounders), Joe Willis (Houston Dynamo), Tim Ream (Fulham), Josh Sargent (Werder Bremen) e Becky Sauerbrunn do Utah Royals da NWSL e campeã mundial da FIFA em 2019, são alguns dos nomes criados na cidade.

Estreias das próximas temporadas

Aliás, vale lembrar que a MLS já tem estreias confirmadas para os próximos três anos. O Inter Miami e Austin são os primeiros da lista, em 2020. Os clubes já vêm montando seus elencos para as estreias. Adiante, será a vez de Nashville SC pisar nos gramados do torneio. E St. Louis será o último da lista atual, assim o campeonato terá 28 clubes.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 774 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


 

365 Scores

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo