Com um a mais, Botafogo derrota Atlético-MG e cola no G6

Expulsão de Igor Rabello foi um dos pontos determinantes no duelo
Com um a mais, Botafogo derrota Atlético-MG e cola no G6

Neste domingo (8), o Botafogo recebeu o Atlético-MG, no Nilton Santos. O jogo foi válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, trazendo os mandantes lutando para chegar próximo do G6. Enquanto isso, os visitantes buscavam o G4. Em resumo, os donos da casa foram melhores, principalmente com um a mais, conseguindo três pontos importantes.

1º Tempo

Sem grandes emoções, o jogo demorou para engrenar. Os dois times tinham dificuldades para encaixar um bom ataque, em meio as suas lentidões em campo. O Galo se lançou primeiro no ataque, aos 12′, Cazares chutou com perigo a meta de Diego Cavalieri. Mais tarde, aos 25′, foi Ricardo Oliveira que tentou, mas o goleiro espalmou para fora. Aos 29′, a resposta botafoguense veio em chute perigoso de Marcinho, porém Wilson também estava atento. Entretanto o jogo diminuiu o ritmo, e teve algum destaque aos 42 minutos. Em falta cobrada, o árbitro viu mão na bola de Igor Rabello dentro da área. Além do pênalti, o zagueiro acabou expulso de campo, pois já tinha cartão amarelo. Na cobrança, Diego Souza bateu e converteu, indo para o intervalo com vantagem no marcador.

2º Tempo

O Botafogo voltou melhor, tanto que no primeiro minuto, Diego Souza apareceu livre na área e foi barrado por Wilson. Aos 3′, João Paulo chutou da entrada da área, mas jogou para fora. O Atlético chegou aos 7′, na falta cobrada por Cazares que Cavalieri espalmou. No minuto seguinte, Léo Silva cabeceou o escanteio na trave, assustando a defesa rival. O time da casa continuou tendo boas oportunidades, até que aos 20′, Alex Santana é lançado em velocidade e chutou na saída de Wilson, para ampliar. Assim, o Atlético voltou ao ataque e quase marcou com Chará, mas chutou por cima. O visitante buscou uma pressão e foi premiado aos 47′, quando Di Santo apareceu livre na área e cabeceou para o gol. O primeiro gol do argentino não foi o bastante para o Galo reagir e empatar o placar.

E Agora?

Dessa forma, o Botafogo chegou aos 26 pontos na tabela e se manteve no 10º lugar no Brasileirão. Já o Atlético-MG, permanece com 27, e caiu para a 8ª posição. Na última rodada do primeiro turno, o Botafogo visita o Ceará, no sábado, às 21h, no Castelão. Já o Galo recebe o Internacional, no Independência, domingo, 11h. Todos no horário de Brasília.

Confira os gols do jogo

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 773 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.


 

365 Scores

 

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo