Com polêmica no Brinco de Ouro, Coritiba vence e afunda Guarani na Série B

Rodrigão ignora fair play no primeiro tempo e faz gol, que depois é anulado pelo árbitro Léo Simão Holanda; é a quarta derrota seguida do Bugre que vai para a pausa como vice-lanterna

Sob polêmicas e confusões, Guarani e Coritiba se enfrentaram no Brinco de Ouro pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a última antes da parada para a Copa América. O goleiro Wilson foi o nome da partida. Foi dele o único gol do jogo, de pênalti, aos 46 minutos do segundo tempo, que levou o Coritiba para a parte de cima da tabela. A derrota aumentou ainda mais a crise do Bugre, novamente vaiado pela torcida ao perder a quarta partida consecutiva.

O JOGO

Com as equipes tentando estudar o adversário, pouco futebol foi mostrado nos minutos iniciais, até a polêmica que incendiou a partida aos 23 minutos. O Guarani, com mais sangue nos olhos, cresceu na base da energia da torcida e criou possibilidades para abrir o placar. Armero parou em boa defesa de Wilson, assim como Davó, que teve nos pés a chance de colocar o Bugre em vantagem.

No segundo tempo, o Bugre voltou ainda mais ofensivo, mas nem a entrada de Arthur na vaga de Deivid deu o que o time precisava em campo. A equipe de Vinícius Eutrópio só ameaçou em chutes de muito longe, que praticamente não obrigaram Wilson a trabalhar. Do outro lado, o Coritiba parecia apenas esperar o erro do adversário, que viria a acontecer aos 43 minutos, quando Bruno Lima derrubou Thiago Lopes dentro da área. Wilson deslocou Giovanni e matou o jogo em Campinas, para delírio dos torcedores paranaenses e desespero dos paulistas que viram a quarta derrota seguida da equipe de Campinas.

POLÊMICA

Aos 22 minutos aconteceu o lance que poderia ter mudado ainda mais o rumo da partida. O árbitro Leo Simão Holanda deu bola ao chão, após atendimento ao goleiro Wilson. A bola deveria ter sido devolvida ao Guarani, mas Rodrigão aproveitou chutão de Sávio, invadiu a área e marcou o gol para o Coritiba, para desespero dos jogadores bugrinos. O lance, de acordo com a ‘Central do Apito’, foi ilegal e gerou muitas reclamações. Foram oito minutos de muita reclamação, até que o juiz voltou atrás e anulou lance.

“Árbitro pediu para eu devolver, eu fiz o que ele pediu. Erro foi do árbitro. O que aconteceu depois foi culpa dele, não minha”, disse o lateral no intervalo, que fez o “lançamento” para o gol anulado de Rodrigão.

E AGORA?

Com a vitória, o Coxa chegou aos 12 pontos e assumiu a 9ª colocação. Já o Bugre segue sem vencer e ainda mais pressionado na vice-lanterna da competição, com apenas 5 pontos. O time de Vinícius Eutrópio está acima somente do Vitória. Agora, com a parada para a Copa América, as equipes voltam a campo somente em julho. A rodada começa a ser disputada dia 13 de julho, mas ainda sem confirmação de horários. O Coritiba visita o Criciúma, no Heriberto Hülse, enquanto o Guarani vai ao Rei Pelé enfrentar o CRB.

MELHORES MOMENTOS

Avatar

Sobre Iago Almeida

Iago Almeida já escreveu 135 posts nesse site..

Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga e residente em Varginha, 24 anos. Estou cursando o 4° período de jornalismo no Grupo UNIS. Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala.

1X Bet
Avatar
Iago Almeida
Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga e residente em Varginha, 24 anos. Estou cursando o 4° período de jornalismo no Grupo UNIS. Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala.

Artigos Relacionados

Topo