Com emoção, Kashima Antlers e Guangzhou Evergrande avançam na Champions Asiática

Nos confrontos locais, melhor para quem venceu na primeira partida

Na manhã desta terça-feira (25), dois jogos definiram os classificados para as quartas de final da Champions League Asiática. No Japão, o Sanfrecce Hiroshima recebeu e venceu o Kashima Antlers, mas não foi o suficiente para avançar. Na China, em jogo emocionante, o Guangzhou eliminou o Shandong Luneng fora de casa, com golaço de brasileiro.

Champions Ásia – Oitavas de Final

Sanfrecce Hiroshima 3 x 2 Kashima Antlers

Jogando em casa, o Sanfrecce jogou contra o Kashima Antlers, no Hiroshima Big Arch. Com vantagem por conta da vitória no jogo anterior, os visitantes começaram muito bem, e aos 33′ do primeiro tempo, Shoma Doi aproveitou rebote na entrada da área e fez o primeiro da partida. Na etapa complementar, o time mandante precisaria de quatro gols e começou os trabalhos aos 21′, quando cruzamento chegou na pequena área e Patric cabeceou para gol.

Após o tento o Sanfrecce empolgou, e cinco minutos mais tarde, Sho Sasaki limpou a marcação e chutou sem chances no canto do goleiro. Mesmo pressionando bastante, foi o Kashima que empatou a partida, novamente com Shoma Doi, que aproveitou a facilidade da trave vazia e fez mais um. Ainda sobrou tempo para Patric ser derrubado na área, e converter o pênalti que deu a vitória ao seu clube, mas não avançou na competição.

Shandong Luneng 3 x 2 Guangzhou Evergrande (pên – 5 x 6)

Jogando em casa, o Shandong precisava de dois gols de vantagem para avançar na competição, mas o Guangzhou que abriu o placar, com o brasileiro Paulinho aproveitando rebote e colocando a bola no gol vazio. No segundo tempo, aos 17′, Haibin Zhou foi lançado na área, girou na marcação e chutou no canto do goleiro, fazendo um belo gol. Oito minutos mais tarde, Fellaini subiu mais alto que todo mundo e colocou a bola no fundo da rede, levando assim, o jogo para a prorrogação.

No tempo a mais de jogo a emoção permaneceu, tanto que aos três minutos, Junshuai Liu aproveitou o bate e rebate na área e colocou o Shandong na frente do marcador. Porém, aos 13′, Paulinho cobrou falta com maestria, empatou a prorrogação e levou o jogo para os pênaltis. No momento decisivo, todos marcaram até a sexta cobrança de cada equipe, quando Peng Cui errou para o Shandong e Yihao Zhong fez o gol da classificação para o time visitante.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 729 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo