Com dois gols de Hurtado, Venezuela bate o Brasil pela primeira vez no Sul-Americano

Em 12 jogos, a seleção brasileira ganhou dez, empatou uma e agora sofre sua primeira derrota na história desse confronto

Em jogo dominado pelo protagonismo de  Hurtado, a Venezuela venceu por 2 x 0, com dois gols do centroavante, e deixou os canarinhos em forma delicada no Sul -Americano. Agora com mais de dois jogos sem marcar um gol, o Brasil é lanterna no hexagonal final, enquanto la vinotinto está invicta na competição e deixa cada dia mais confiante com sua geração promissora.

1° TEMPO

Com Rodrygo de centroavante, Carlos Amadeu apostou na velocidade para ter muitas chances de gols. A movimentação e o equilíbrio foi realmente a sina desta etapa. A seleção brasileira parou na dificuldade da finalização para assustar mais mais e conseguir fazer logo o gol. Já aos três minutos, Marcos Bahia recebeu e deu uma pancada de fora da área, assustando Olses. Aos 20′ foi a vez da Venezuela assustar. Yriarte rolou para Parmezano chegar chutando forte, a bola  fez o travessão tremer por um bom tempo, tamanha força colocada.

Não demorou muito para a estrela aparecer. Aos 22′ Hurtado dominou e girou entre os marcadores, só resto espaço para o atacante chutar de direita sem chances para defesa de Phelipe, assim abrindo o placar no El Teniente. Logo após o gol, o Brasil tentou assustar com Jonas Toró que em outro chute cruzado viu o goleiro dar leve desvio na bola para escanteio. As equipes tiveram forte briga pela posse de bola nos minutos finais, e não conseguiram assustar muito a meta do adversário.

2° TEMPO

Nos 45′ finais, o Brasil teve mais posse de bola, mas totalmente desorganizada. Poucas chances criou e viu os venezuelanos abusarem dos contra ataques para criarem chances. Sosa e Hurtado protagonizaram essas oportunidades. Aos 13′ o centroavante pegou a bola no meio- campo driblou quatro brasileiros e finalizou de esquerda na entrada da área, obrigando o goleiro fazer ótima defesa. Logo após  esta chance, todas as vezes que o camisa 9 tocava na bola, a torcida  gritava seu nome.

As duas melhores chances amarelinhas foram arrematadas pelo camisa 10. Aos 19′ Em falta sofrida por Toró na direita, Rodrygo bateu boa falta que correu pela rede do lado de fora.  Pouco mais de dez minutos depois, Emerson arrancou pela direita e cruzou para o atacante dar de primeira, mas Anzola estava no meio do caminho e evitou o empate.  Além disso, Igor Gomes ainda tentou encobrir Olses no minuto seguinte, mas sem sucesso.

O fim de jogo foi agitado. Aos 43′ Sosa cobrou escanteio, Anzola evitou a saída da bola para fora e Hurtado sozinho, dominou no peito e cabeceou ao gol aberto para consolidar ainda mais sua noite estrelada. Os jogadores brasileiros demoraram a retornar a partida, reclamando de uma possível saída da bola inteira antes do toque de Anzola. Cada falta após o  tento virou discussão, primeiro foi Toró e Ramos que se estranharam. No último minuto, o já amarelado Rodrygo foi empurrado e reclamou de falta não atendida nem no momento, e muito menos no seguimento da jogada brasileira. Então, quando Navarro roubou a bola de Lincoln e partiu ao ataque o ponta santista deu uma entrada criminosa no venezuelano. O juiz não titubeou expulsando na hora, o jogador ainda saiu xingando e reclamando muito o árbitro.

http://twitter.com/CBF_Futebol/status/1091532503700131840?s=20

E AGORA?

A terceira rodada acontece na segunda-feira (4). Às 18h10, o Brasil quer ganhar sobre o Uruguai seus primeiros três pontos nesta fase. Enquanto a líder Venezuela joga novamente, às 23h10, desta vez contra o Equador.

MELHORES MOMENTOS

Guilherme Ribeiro

Sobre Guilherme Ribeiro

Guilherme Ribeiro já escreveu 199 posts nesse site..

Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Guilherme Ribeiro
Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 18, paulista da região do ABC, estudante de jornalismo, corinthiano, alucinado por futebol e louco por esporte.

Artigos Relacionados

Topo