Colón desbanca Atlético-MG e garante vaga na final

Galo recua demais e perde nos pênaltis vaga na final da Sul-Americana para o Colón em BH

Atlético-MG e Colón se enfrentaram nesta quinta-feira (26) pelo jogo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana de 2019. A partida aconteceu às 21h30 (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte. O time argentino perdeu para o time mineiro no tempo normal por 2 x 1, entretanto venceu nos pênaltis e garantiu a vaga na final pela primeira vez na história.

1º TEMPO

O Galo dominou as ações e colocou pressão no time visitante. Perdeu chances com Réver, Patric e Cazares, sendo que o goleiro Burián teve boa atuação. O Atlético-MG manteve o ritmo, sempre no ataque. Aos 37′ um gol incrível foi perdido por Chará, que finalizou por cima, de frente para a meta. Já no lance seguinte, os donos da casa marcaram: a bola sobrou para Di Santo, que não perdoou, fazendo 1 x 0. Em suma, Elias quase ampliou, porém, Burián, mais uma vez salvou o Colón. Os argentinos tiveram apenas uma chance, mas muito perigosa. Imediatamente, Igor Rabello evitou o gol, cortando com o ombro a bola que tinha direção certa.

2º TEMPO

O Atlético-MG foi fatal no contra-ataque. Logo aos quatro minutos, Cazares partiu com a bola e atravessou quase todo o campo: o equatoriano tocou na área para Chará marcar 2 x 0. Entretanto, o Galo reduziu a intensidade, recuou o time e passou a correr riscos. Em síntese, o Colón cresceu na partida e começou a rondar a área alvinegra. Primeiro, deu um susto com Pulga Rodríguez, que quase marcou de letra. Depois, marcou aos 33′, quando Elias fez pênalti em Morelo. Rodríguez cobrou e diminuiu: 2 x 1, resultado que levou a decisão para os pênaltis.

PÊNALTIS

Os argentinos levaram a melhor por 4 x 3 nas penalidades, depois da vitória do Atlético-MG por 2 x 1 no tempo regulamentar – mesmo placar do triunfo do Colón no jogo de ida da semifinal. Em conclusão, o time alvinegro até saiu em vantagem após Cleiton defender a cobrança de Wilson Morelo, mas Réver e Cazares não conseguiram converter as cobranças, e assim, colocaram fim ao sonho da conquista da Copa Sul-Americana para a torcida atleticana.

E AGORA?

Assim, com o fracasso na Sul-Americana, que era a principal aposta do clube para uma conquista na temporada, o Atlético-MG agora terá que fazer uma campanha de recuperação no Campeonato Brasileiro para pelo menos salvar a classificação à Libertadores. O time, que se manteve no G6 no início do campeonato, hoje está na 10ª colocação, com 27 pontos. Sendo oito pontos atrás do São Paulo, que abre a zona de classificação para a Libertadores. O Galo, que tem um jogo a menos – será contra o Vasco, no dia dois de outubro, no Independência, vem de seis derrotas seguidas no Brasileirão.

MELHORES MOMENTOS

 

Rhaíssa Cortes

Sobre Rhaíssa Cortes

Rhaíssa Cortes já escreveu 55 posts nesse site..

Rhaíssa de Oliveira Cortes, mineira, 28 anos, jornalista em formação e apaixonada por esportes, mas amante do futebol. Sou comunicativa desde pequena e amo escrever. Resolvi fazer da minha paixão pelo esporte a minha profissão. Ouço muito que arquibancada e futebol não são coisas de mulher, é por isso que vou descer da arquibancada e cobrir os jogos de dentro do campo!

Forza Football

 

Rivalo Apostas Esportivas
Rhaíssa Cortes
Rhaíssa Cortes
Rhaíssa de Oliveira Cortes, mineira, 28 anos, jornalista em formação e apaixonada por esportes, mas amante do futebol. Sou comunicativa desde pequena e amo escrever. Resolvi fazer da minha paixão pelo esporte a minha profissão. Ouço muito que arquibancada e futebol não são coisas de mulher, é por isso que vou descer da arquibancada e cobrir os jogos de dentro do campo!

Artigos Relacionados

Topo