Colombiano domina e Dynamo conquista U.S. Open Cup

Depois de 11 anos, equipe texana vence um grande torneio e encerra jejum diante do Philadelphia

Pela primeira vez na história, a equipe do Houston Dynamo foi campeão da U.S. Open Cup. Disputada ontem (27), no BBVA Compass Stadium, o time mandante contou, e muito, com a ajuda do colombiano Mauro Manotas, quem anotou dois gols para os texanos, além de Auston Trusty marcar contra a sua própria equipe. Primeiro grande título do Dynamo desde 2007, e a primeira conquista do time nessa competição.

1º Tempo

Apesar de o placar mostrar um domínio absoluto para os mandantes, as estatísticas dizem o contrário. A equipe visitante terminou a partida com severos 60% de posse de bola, além de ter mais escanteios, finalizações. Ainda assim, obrigou o goleiro adversário, Joe Willis, a fazer cinco boas defesas e também obrigar a defesa mandante a ter 20 “clearences”, o que seria traduzido como “limpeza”, ou seja, chutões e intervenções que afastaram a bola.

Contudo, o início do jogo começou do melhor jeito aos laranjinhas. Antes dos cinco minutos, Manotas já havia aberto o placar, após cruzamento vindo da direita e contar com uma falha dupla da zaga do Union, completando para o fundo das redes de cabeça, fazendo a festa para os torcedoras da La Naranja.

Como esperado, Phily foi pra cima, precisava empatar a partida. Durante boa parte do primeiro tempo, quem pressionou foi a equipe visitante, chegando a assustar, e muito, o goleiro Willis, quem realizou cinco boas defesas durante todo o tempo normal. Aos 18′, a bola ficou pipocando dentro da pequena área, teve furada de zagueiro, teve defesa, mas, para a sorte dos laranjas, a defesa conseguiu afastar a bola pra longe da meta de seu goleiro.

Pouco depois, no momento em que o Union estava tomando conta da partida e encurralando seu adversário, a estrela solitária do artilheiro colombiano brilhou de novo. Em jogada pela direita, á qual não parecia ter nenhuma espécie de perigo, pois era Manotas contra toda a linha defensiva de Philadelphia, a qual não foi capaz de impedir o vigésimo gol do camisa nove no ano, somando todas as competições.

Após o gol, a equipe visitante parece ter sentido o golpe, sem ter conseguido criar nenhuma boa chance ainda no primeiro tempo, enquanto o torcedor laranja contava os minutos para o fim da partida.

https://twitter.com/HoustonDynamo/status/1045115101420941313

2º Tempo

Depois do árbitro dar início á etapa final, o desempenho pareceu melhorar, criando mais oportunidades e conseguindo tocar bem a bola na intermediária, pois os texanos estavam bem postados.

Em outro momento bom para o time de Jim Curtin, um balde de água fria caiu sobre a espinha dorsal da equipe. Depois de uma descida perigosa dos laranjas, Quioto finalizou, Blake defendeu, mas não contava que o desatento Auston Trusty iria encher o pé para marcar contra a sua própria meta, ainda mais com tanta força. Não puderam confiar no Trusty.

O que já era complicado, começou a se tornar impossível. Nervoso e com pressa, toda a qualidade do Union parecia não ter efeito, o que só fazia os mandantes e a torcida se incendiarem ainda mais. Muito abatido, os visitantes não levaram mais perigo ao gol de Willis, fazendo a torcida contar até os segundos para levantarem o troféu.

https://twitter.com/HoustonDynamo/status/1045297280142716928

 

Pela primeira vez, os texanos levantaram a taça da Lamar Hunt U.S Open Cup, finalizando um jejum de quase 11 anos sem levantar um caneco em um torneio de grande porte. Wilmer Cabrera, técnico dos campeões, ainda soltou o verbo depois do título:

“Estou honrado, me sinto honrado e orgulhoso de ter feito esse time vencer a primeira U.S. Open Cup da história. Muito obrigado Houston e muito obrigado aos torcedores pelo apoio que nos deram durante toda a campanha […] Esse clube, essa cidade irá lembrar de cada um de vocês. Pra sempre.”

E AGORA?

Sábado, o Dynamo recebe o SJ Earthquakes e promete fazer festa para comemorar o título conquistado. No mesmo dia, o Philadelphia Union viaja até Columbus para enfrentar a Crew de Zardes.

Avatar

Sobre Mathias Galdi

Mathias Galdi já escreveu 99 posts nesse site..

Andreense, nascido e criado na única cidade do ABC representada por um campeão da Copa do Brasil. Tenho 19 anos, faço graduação em Jornalismo, o que era mais certo na minha vida do que qualquer outra coisa. Naquelas atividades bobas da escola, eu já me saia bem, ou seja, era eu quem passava vergonha pra sala toda. Brincadeiras á parte, a comunicação sempre esteve presente em mim, principalmente na área dos esportes, onde atuo hoje. Sou apaixonado pelo esporte, seja qual for. Amante da tática e da estratégia.


 

365 Scores

 

Avatar
Mathias Galdi
Andreense, nascido e criado na única cidade do ABC representada por um campeão da Copa do Brasil. Tenho 19 anos, faço graduação em Jornalismo, o que era mais certo na minha vida do que qualquer outra coisa. Naquelas atividades bobas da escola, eu já me saia bem, ou seja, era eu quem passava vergonha pra sala toda. Brincadeiras á parte, a comunicação sempre esteve presente em mim, principalmente na área dos esportes, onde atuo hoje. Sou apaixonado pelo esporte, seja qual for. Amante da tática e da estratégia.

Artigos Relacionados

Topo