Chuva de gols no fechamento da 11ª rodada do Apertura Uruguaio

Danubio, Montevideo Wanderers e Defensor vencem e Fénix conhece sua primeira derrota na competição

Quatro jogos fecharam a 11a rodada do Apertura Uruguaio neste domingo (05). Gols não faltaram! O Defensor Sporting afundou ainda mais o Cerro, se distanciando da parte de baixo da tabela. Danubio Juventud de las Piedras não economizaram emoções em um jogo bastante movimentado. Assim como o duelo entre Racing Montevideo Wanderers onde o time alvinegro levou a melhor e encostou no pelotão de cima da classificação. Já o Fénix perdeu a sua invencibilidade ao ser derrotado fora de casa pelo Cerro Largo. Confira os detalhes destas partidas.

Apertura Uruguaio – 11a Rodada

Cerro 0 x 2 Defensor Sporting

No estádio Monumental Luis Tróccoli o lanterna Cerro vinha embalado pela vitória conquistada na Copa Sulamericana, enquanto o Defensor queria se afastar ainda mais da parte de baixo da tabela do Apertura Uruguaio. A peça fundamental na vitória por 2 x 0 dos visitantes, foi justamente um ex-jogador do CerroNicolás González. Aos 23 minutos do primeiro tempo, depois de escanteio cobrado, Rabuñal desviou de cabeça mandando a bola na trave. No rebote ela bateu em González e entrou. Os jogadores do Cerro ficaram pedindo toque de mão, mas o árbitro confirmou o gol. As duas melhores chances do Cerro na primeira etapa foram de chutes de fora da área que assustaram o goleiro Sebastian Fuentes, do Defensor.

Explorando contra-ataques o Cerro voltou para o segundo tempo disposto a empatar logo no começo. O camisa 10 Pablo Olivera teve boa chance ao arriscar um chute cruzado, que passou perto do gol defendido por Fuentes. Mas aos 27′ novamente a lei do ex entrou em ação. Nicolás González recebeu um passe cruzado na entrada da área saindo de frente para o goleiro Rodrigo Formento. González só teve o trabalho de tocar por debaixo das pernas de Formento para ampliar o marcador. Em ambos os gols marcados, ele não comemorou. O resultado manteve o Cerro afundado na lanterna, enquanto o Defensor respirou aliviado por se distanciar um pouco mais da parte de baixo da tabela.

Danubio 4 x 3 Juventud de las Piedras

Danubio precisou virar duas vezes o placar no estádio Jardines del Hipódromo para sair com os três pontos. Porém antes da equipe alvinegra se sobrepor na partida, o Juventud de las Piedras começou avassalador. Aos 11′ Diego Garcia abriu o marcador e aos 18′ Joaquín Ceballos ampliou. A primeira reação do Danubio aconteceu aos 39′ em um belo gol de letra marcado por Ernesto Goñi. Mesmo assim o Juventud não abdicou de atacar e conseguiu recuperar a vantagem por dois gols. Federico Viñas chutou cruzado dentro da área e colocou a bola no canto do goleiro Federico Cristoforo. Antes do apito final da primeira etapa Carlos Grossmuller diminuiu para o Danubio, de pênalti. 3 x 2 para o Juventud, em um movimentado primeiro tempo.

Sem mudar as posturas em campo, os dois times voltaram para o segundo tempo novamente atacando. Logo aos sete minutos, o Danubio teve outro pênalti a seu favor. Grossmuller dessa vez parou no goleiro Angel Britos. O empate viria aos 20′ com Santiago Paiva, após a bola sobrar em seus pés próximo a pequena área. O camisa 19 dominou e chutou forte para decretar o 3 x 3. Quando a partida se encaminhava para o seu final, novamente Paiva deu alegria ao torcedor do Danubio. Após cruzamento, ele se antecipou ao goleiro e desviou de cabeça para dar cravar mais uma virada no placar e dar a vitória a sua equipe.

Racing Montevideo 2 x 4 Montevideo Wanderers

A partida disputada no estádio Osvaldo Roberto também não ficou devendo nos quesitos: gols e emoção. Logo após o apito inicial os visitantes partiram para o ataque, permanecendo com a bola nesse setor a maior parte do primeiro tempo. Depois de carimbar uma bola na trave do goleiro Martín Rodriguez, o time do Montevideo Wanderers pressionou novamente, e após a zaga do Racing afastar mal uma bola dentro da área, ela sobrou para Maximiliano Araujo, que antes mesmo de dominar, foi derrubado. Pênalti convertido por Nicolás Albarracín e placar inaugurado aos 13′. Na sequência os donos da casa reagiram com Nicolas Sosa mas em uma cobrança de falta perfeita, Ignácio González novamente deixou os bohemios a frente no placar.

O segundo tempo começou movimentado da mesma forma que o primeiro. Aos 22′ em contra-ataque o Wanderers chegou ao terceiro gol. De frente para o gol Gonzalo Barreto foi derrubado. Outro pênalti para os bohemios Nicolás Albarracín novamente não desperdiçou. Assim como o camisa 11 do Wanderers, Nicolas Sosa conseguiu seu segundo gol na partida. Mesmo nos acréscimos nenhuma das equipes abdicava do ataque. Sosa aproveitou uma bola rasteira cruzada para a área e entrou de carrinho para diminuir para o Racing aos 46′. A equipe se lançou em busca do empate mas depois de um escanteio mal cobrado, o Wanderers emplacou um contra-ataque mortal. Gonzalo Barreto recebeu sozinho e com muita categoria, tocou por cobertura encobrindo o goleiro Martin Rodriguez, decretando o 4 x 2 final.

Cerro Largo 2 x 0 Fénix

Caiu o último invicto do Apertura Uruguaio! Diante de um Cerro empolgado na busca pelas primeiras colocações, o Fénix não estava em uma noite inspirada. Com um futebol pouco eficiente acabou sendo superado. Na primeira etapa o Cerro ameaçou o gol defendido por Darío Denis em algumas oportunidades. Na melhor delas o camisa 1 fez um verdadeiro milagre após chute a queima-roupa de Sebastián Sosa. Por parte dos visitantes apenas bolas cruzadas na área mas sem nenhum perigo. O placar persistiu em branco nos primeiros 45 minutos.

No segundo tempo as primeiras investidas no setor de ataque partiram do Fénix. Porém foram os donos da casa que conseguiram abrir o placar. Aos 15′ Sebastian Sosa recebeu na entrada da grande área e com um giro, enganou o seu marcador para chutar no canto, sem chances de defesa para Darío Denis. Apático o time do bairro Capurro não esboçou nenhuma reação, o que deu margem para os mandantes pressionarem ainda mais. E deu certo! Dois minutos depois, aos 17′, Sebastian Assis chutou rasteiro de fora da área, a bola resvalou em Jonathan dos Santos antes de entrar, enganando o goleiro do Fénix. Festa do Cerro Largo e fim da invencibilidade do Fénix.

Avatar

Sobre Rafael Regis

Rafael Regis já escreveu 92 posts nesse site..

Tenho 31 anos. Sou formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu e em Radialista (setor locução) pelo Senac-SP. Trabalho também como repórter da Rádioweb Poliesportiva, onde participo de coberturas in-loco de diversos esportes como: futebol, vôlei, basquete e futsal. Apaixonado pelo jornalismo e pelas coberturas esportivas, moro na capital paulista e sou torcedor fiel do Nacional Atlético Clube (SP).


 

365 Scores

 

Avatar
Rafael Regis
Tenho 31 anos. Sou formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu e em Radialista (setor locução) pelo Senac-SP. Trabalho também como repórter da Rádioweb Poliesportiva, onde participo de coberturas in-loco de diversos esportes como: futebol, vôlei, basquete e futsal. Apaixonado pelo jornalismo e pelas coberturas esportivas, moro na capital paulista e sou torcedor fiel do Nacional Atlético Clube (SP).

Artigos Relacionados

Topo