Chimy Ávila, artilheiro moral de La Liga, foi contratado pelo Whatsapp

Brauilio Vázquez, diretor de futebol do Osasuna, entrou no imaginário do centroavante argentino com uma mensagem
Chimy Ávila

Chimy Ávila é um centroavante argentino, contratado junto ao San Lorenzo, que na temporada passada defendeu o Huesca, pelo Osasuna. Entretanto, como revelou o diretor de futebol do clube, Braulio Vázquez, a negociação que trouxe o máximo artilheiro de La Liga, com 9 gols, em 18 partidas, fora de Barcelona e Real Madrid, foi conduzida de uma maneira incomum. Foi, mais precisamente, em uma troca de mensagens que Vázquez despertou o desejo de Chimy.

A relação entre o diretor e o jogador teve início no Whatsapp. Por meio do aplicativo, o cartola enviou inúmeras mensagens ao camisa 9. Além disso, vídeos da atmosfera do estádio El Sardad, onde os torcedores, juntamente com os atletas, festejam as vitórias da equipe, também pipocaram no celular de Ávila.

Porém, dentre aquela enxurrada de mensagens, uma foi preponderante para o centroavante desembarcar em Pamplona.

“Já imaginei o estádio todo cantando: Chimy! Chimy! Chimy!” A resposta do próprio foi: “Se imagino…”

Na conversa, entretanto, não foram abordados valores, nem temas mais burocráticos. Ambas as partes optaram por deixar essas questões com seus respectivos representantes. Desse modo, o principal intuito de Vázquez era apresentar, sobretudo, a química entre torcida e jogadores, como explicou o diretor em entrevista ao jornal espanhol El Pais:

“Sabíamos que era uma pessoa muito emocional e decidimos convencê-lo assim para mostrar que levava o DNA ‘osasunista'”.

Segundo o centroavante, a torcida provoca um sentimento nostálgico que remete ao futebol argentino.

“Me identifico muito com os torcedores daqui. Me lembra a maneira como se vive o futebol na Argentina.”

Para Ávila, a torcida serve de combustível. Recentemente, em entrevista ao Diario AS, o centroavante, que se tornou pai aos 20 anos, revelou que, devido a uma doença contraída por sua filha, teve que abandonar o futebol por dois anos.

“Os adeptos me estimulam, mas o que mais me motiva é pensar no prato de comida para a minha filha. Deixo tudo em campo porque são os valores que quero transmitir”.

https://twitter.com/diarioas/status/1201515425441431552

CHIMY ÁVILA, RONCAGLIA E JONAS

Atrás apenas de Messi, Benzema e Suárez no quadro de artilheiros do Campeonato Espanhol, Chimy Ávila se valorizou no mercado. De acordo com o site especializado Transfermarkt, o centroavante saltou dos 2,7 para os 15 milhões de euros, cerca de R$ 69 milhões. Sendo assim, o centroavante, que possui contrato com o Osasuna até meados de 2023, acredita que tomou a decisão correta.

“Minha família e eu não nos vemos em outro lugar.”

Se engana, contudo, aquele que pensa que essa tática foi utilizada somente com o centroavante. O também argentino Rocaglia foi “vítima” dessa mesma estratégia. De certo modo, pode-se dizer que essa é uma maneira específica de trabalhar de Braulio Vázquez. Isso porque, quando, entre o final de 2010 e o início de 2011, o Valencia, clube onde trabalhava, estava em vias de contratar o centroavante Jonas, então no Grêmio, enviou ao jogador um vídeo da cidade.

“Os jogadores são como outros profissionais e querem sentir-se à vontade.”

Pedro Ferri

Sobre Pedro Ferri

Pedro Rodrigues Nigro Ferri já escreveu 339 posts nesse site..

Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

BetWarrior


Pedro Ferri
Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados

Topo