Chicharito já fala como novo reforço do Los Angeles Galaxy

Durante as últimas semanas, a chegada do mexicano é esperada ansiosamente
Chicharito já fala como novo reforço do Los Angeles Galaxy

A espera acabou! Chicharito Hernández será o novo reforço do Los Angeles Galaxy para a temporada 2020. O atleta mexicano, estava no Sevilla da Espanha desde o início de 2019. Essa será a primeira vez o atacante de 31 anos deixa a Europa, desde que assinou com o Manchester United em 2010, quando ainda era jogador do Chivas Guadalajara. Ao Los Angeles Times, ele falou sobre a confiança que os dirigentes americanos, deram para a sua chegada, algo que faltava em sua carreira.

“Nos últimos dois anos, os gerentes decidiram dar confiança a outros jogadores, e não a mim. E agora, o LA Galaxy , o gerente do clube e da liga, está me dizendo: ‘Olha, Javier, queremos lhe dar toda a confiança para nos ajudar’, e é por isso que estou aceitando essa oportunidade.”

Jogando perto de casa e a rivalidade

Ele comentou também sobre a possibilidade de jogar perto do povo mexicano, além disso, comentou sobre uma possível rivalidade com Carlos Vela.

“Eu vou poder tocar na frente de muitos fãs mexicanos, fãs do Galaxy, fãs americanos. Isso é ótimo no futebol. Eles oferecem muitas oportunidades. Não importa se ele marca ou não. O LA Galaxy é o maior clube e, definitivamente, ganhará mais campeonatos do que eles”. Disparou.

Vale lembrar que a temporada da MLS, a liga norte-americana, começa no próximo dia 29 de fevereiro, e o primeiro clássico “El Tráfico” para o dia 16 de maio, na casa do Los Angeles FC. Por fim, sobre os comentários de que a MLS é uma “liga de aposentados”,Chicharito revela uma conversa com um futuro companheiro.

“As pessoas vão dizer que foi porque eu não consegui [na Europa], mas às vezes no futebol há coisas que não estão em suas mãos. Jonathan me disse que a liga é muito subestimada. Eu realmente acredito que você não vou lá para se aposentar.”

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 842 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior

Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo