Chicago Fire retornará ao Soldier Field

Estádio tem capacidade para 61.500 pessoas
Soldier Field

A temporada de 2020 já começou para o Chicago Fire, após perder Bastian Schweinsteiger ( Que se aposentou dos gramados), La Maquina Roja anunciou, na última terça (08), que retornará aos Soldier Field, após 14 anos. O Soldier tem capacidade para 61.500 pessoas e é o estádio do Chicago Bears, time da NFL. Segundo fontes, o contrato vai até o final de 2022 e pode ser prorrogado por mais oito anos. A equipe do Fire mandou seus jogos no Soldier de 1998 até 2003. Durante o período fora do Soldier Field, o time de Chicago teve seus jogos como mandante no SeatGeek Stadium, estádio que se localiza Bridgeview, Illinois, e tem capacidade para pouco mais de 20 mil pessoas. Durante a entrevista, o proprietário do Clube Joe Mansueto disse:

“É um dia importante na história do clube quando voltamos à cidade. A Bridgeview foi ótima para nós, mas para levar esse clube ao próximo nível em termos de atingir toda Chicago, precisamos estar localizados centralmente. Acho que a equipe dará um grande salto em frente em termos de envolvimento dos fãs, acessibilidade, por isso é enorme. Isso pode mudar todo o teor do clube e o que isso significa para a região mais ampla de Chicago”.

O estádio de Chicago traz boas lembranças para a equipe do Fire, já que quatro dos cinco troféus do clube foram conquistados nele. A COPA DA MLS de 1998 e três dos seus quatros US OPEN CUPS. Mas nem tudo são flores o retorno ao Soldier Field também terá desafios, porque a equipe dividirá o estádio com o Bears durante a temporada da NFL, que ocorre de Setembro até o começo de fevereiro. Mas Mansueto diz estar confiante que Chicago possa abraçar essa parceria e aumentar a média de público do time.

Retorno ao Soldier Field

A partida da volta ao Soldier Field está marcada para o dia 21 de março de 2020, quando o Chicago Fire jogará contra o Atlanta United.

Victor Hugo Freitas

Sobre Victor Hugo Freitas

Victor Hugo Freitas já escreveu 12 posts nesse site..

Apaixonado por esportes, decidi cursar jornalismo para me especializar em jornalismo esportivo. Nascido e criado na zonal sul de São Paulo, curto bater uma bola no final de semana, trocar ideia, etc. Acompanho futebol desde 2005, ano em que meu time foi campeão brasileiro. Como diria a fiel: “Corintiano, maloqueiro e sofredor, graças a Deus”.Dou pitacos em quase todos os esportes espalhados mundo a fora. O melhor amigo do jornalista, é a sua integridade.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Victor Hugo Freitas
Victor Hugo Freitas
Apaixonado por esportes, decidi cursar jornalismo para me especializar em jornalismo esportivo. Nascido e criado na zonal sul de São Paulo, curto bater uma bola no final de semana, trocar ideia, etc. Acompanho futebol desde 2005, ano em que meu time foi campeão brasileiro. Como diria a fiel: “Corintiano, maloqueiro e sofredor, graças a Deus”.Dou pitacos em quase todos os esportes espalhados mundo a fora. O melhor amigo do jornalista, é a sua integridade.

Artigos Relacionados

Topo