Chape vence Cruzeiro com direito a gol polêmico e apagão na Arena Condá

Catarinenses marcam duas vezes e furam eficiente defesa cruzeirense
Chape vence Cruzeiro com direito a gol polêmico e apagão na Arena Condá

Sair da Arena Condá com um bom resultado frente a Chape não é das tarefas mais fáceis. Uma prova disso é o Cruzeiro que chegou para enfrentar a equipe de Chapecó ostentando invencibilidade de quatro jogos no Brasileirão. Saiu de campo derrotado por 2 x 0 e pode se afastar ainda mais do pelotão da frente do torneio.

A partida estava marcada para começar às 19h00, horário de Brasília, mas só teve início uma hora e vinte minutos depois. O motivo foi uma queda de energia em um dos refletores do estádio. Com o resultado, a Chapecoense chegou aos 13 pontos e segue sua luta contra o descenso. Já a Raposa, manteve os 17 e a sexta colocação, mas deve cair na tabela no decorrer da rodada.

1º Tempo

Quando a bola finalmente rolou, o que se viu foi um “apagão” por parte das duas equipes. Jogo muito truncado nas intermediárias e nada de criação de jogadas ofensivas. Aos 10 minutos, Thiago Neves arriscou de longe, mas a bola passou sem grande perigo ao gol de Jandrei.

Pelo lado da Chape, Leandro Pereira buscava se desvencilhar da forte marcação cruzeirense, mas não obteve tanto sucesso. Aos 21′, o atacante recebeu passe na meia direita, limpou a marcação e arriscou. A bola resvalou em Dedé e saiu pela linha de fundo. Primeira etapa melancólica em Chapecó.

Jogo amarrado e primeiro tempo sem emoções
(Reprodução/Sirli Freitas/Chapecoense)

2º Tempo

No segundo tempo os dois times conseguiram se soltar um pouco mais, porém, longe do esperado pelos torcedores, tanto de Chape, quanto do Cruzeiro. A melhor chance surgiu aos 18 minutos. Henrique avançou pela direita e cruzou para a área. Raniel foi mais rápido que a marcação adversária e arriscou, mas Jandrei espalmou para escanteio.

Aos 27 minutos, Luiz Antônio avançou com perigo pela direita, entrou na grande área e arriscou chute rasteiro cruzado, mas Fábio fez importante intervenção. Aos 34’, enfim, a Chape consegue furar o bloqueio cruzeirense. Apodi ganha de Egidio pela direita, cruza e Bruno Silva se antecipa à zaga Celeste mandando para o gol

Após o gol houve muita reclamação dos cruzeirenses, que viram mão do jovem atacante da Chape no lance. O time mineiro se lançou com tudo pra o ataque e abriu espaços para os contra-ataques dos catarinenses. Já nos acréscimos, Elicarlos aproveitou falha de Dedé, que saiu jogando errado e matou o jogo. 2 x 0 Chapecoense.

Bruno Silva marca 2º gol como profissional
(Reprodução/Sirli Freitas/Chapecoense)

E AGORA?

Antes da parada para a Copa do Mundo, os dois times terão mais um compromisso pela 12ª rodada do Brasileirão. Na quarta-feira, às 16h, a Chape visita o América-MG em Belo Horizonte. No mesmo dia o Cruzeiro vai até Curitiba enfrentar o Paraná, às 19h30.

Melhores momentos

Renato Gomes

Sobre Renato Gomes

Renato Gomes já escreveu 21 posts nesse site..

Jornalista, 33 anos, casado e pai de uma linda princesa. Como quase todo brasileiro, amante do futebol e dos esportes em geral. Como admirador do futebol Sul-Americano, gosto muito de acompanhar os jogos da Copa Libertadores.

Renato Gomes
Renato Gomes
Jornalista, 33 anos, casado e pai de uma linda princesa. Como quase todo brasileiro, amante do futebol e dos esportes em geral. Como admirador do futebol Sul-Americano, gosto muito de acompanhar os jogos da Copa Libertadores.

Artigos Relacionados

Topo