Cebolla faz “defensores” chorarem no epílogo da peleja e Peñarol tem vantagem na decisão do Uruguaio

Jogando no famoso Estádio Centenário, em Montevidéu, Peñarol e Defensor Sporting realizaram a primeira partida das semifinais do Campeonato Uruguaio 2017, que põe frente a frente o campeão do Apertura e do Clausura, para definir quem seria o primeiro colocado da tabela geral, e deu Peñarol! Os Aurinegros venceram com um gol de Cristian “Cebolla” Rodríguez, aos 95 minutos da partida, quando o empate já era visto como aceitável. O gol de cabeça, após cobrança de escanteio, fez os Violetas “chorarem”, lamentando o gol do apagar das luzes. A partida teve o domínio dos defensores em boa parte da peleja, mas a raça de Cebolla prevaleceu.

OS CARAS

O polivalente jogador da Seleção Uruguaia foi tão decisivo quanto estava sendo no Clausura, sendo considerado pelos jornais uruguaios o craque do 2º turno do campeonato. Mas não é só de “Cebollas” que vivem os Carboneros. Kevin Dawson foi o grande nome da partida. O goleiro do Peñarol fechou o gol e manteve o zero no placar. Fez duas importantes defesas quando confrontado por Cecilio Waterman e Suárez. Além disso, contribui para a melhor defesa do campeonato, apenas 26 gols sofridos em 38 jogos. Ganhou nota 7, máxima da partida, do site Referi. Reyes, goleiro do Defensor, também fez ótimo partida só sendo superado nos acréscimos do segundo tempo.

Como não podia faltar para um clima de decisão, a arbitragem apareceu de forma confusa. Waterman rematou uma bola tirada em cima da linha por Ramón Árias e o árbitro Esteban Ostojich mandou seguir, gerando revolta nos jogadores do Defensor que queriam gol. Outro polêmica foi após o gol dos visitantes, aos 95′. O time da casa queria continuar o jogo rapidamente, enquanto os rivais ainda comemoravam, Ostojich barrou e mandou esperar. Confusão novamente e o meia Ayrton Cougo foi expulso.

Neste domingo, às 20h (Brasília) jogarão a final. Se o Peñarol vencer, será campeão. Se o Defensor ganhar, terão mais dois jogos para definir o campeão uruguaio 2017.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1041 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


 

365 Scores

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo