Em resultado ruim para ambos, Galo e Bahia empatam na Fonte Nova

Clube mineiro buscava terceiro lugar e tricolor queria se distanciar da degola
Em resultado ruim para ambos, Galo e Bahia empatam na Fonte Nova

Fechando a 16ª rodada da série A do Brasileiro, Bahia e Atlético Mineiro empataram na noite desta segunda-feira na Fonte Nova. Um resultado ruim para ambas as equipes que buscavam distintos objetivos na tabela. O Bahia próximo da zona de rebaixamento e perdeu a chance de se distanciar. Com o resultado ficou a apenas um ponto da degola, mas, por outro lado, empurrou o Santos para o Z4. Já o Galo, que buscava retomar o terceiro lugar, após perdê-lo para o Internacional, permanece em quarto com 27 pontos.

Se faltou emoção para as equipes na tabela, dentro de campo a história foi outra. Mineiros e baianos protagonizaram um jogo de muitas emoções, principalmente nos minutos finais, e com dois gols nos acréscimos, empataram um duelo de muito equilíbrio e claro, polêmica.

1º tempo

A partida começou com muita velocidade, e os mineiros souberam aproveitar o momento para abrir o placar logo aos quatro minutos de jogo. Matheus Galdezani aproveitou passe de Chará e fez o primeiro do Galo. Com o choque, os baianos tiveram calma e controle de jogo, chegaram com perigo ao ataque, principalmente em jogadas com bolas aéreas, mas não conseguiram furar o bloqueio de Victor.

Bahia teve mais volume de jogo durante a partida (Reprodução/Futura Press)
Bahia teve mais volume de jogo durante a partida (Reprodução/Futura Press)

2º tempo

Na segunda etapa, o Atlético voltou melhor e controlou a partida, buscando segurar o resultado. Sem levar muito perigo, o time mineiro ficava no campo de defesa e atacar quando surgia espaços no time baiano. O Bahia seguiu tentando excessivamente os cruzamentos. Após vacilo da defesa atleticana, aos 38 minutos e impedido, Gilberto recebeu livre na entrada da área e chutou forte para empatar a partida. O atacante acumula quatro gols em quatro jogos com a camisa da equipe baiana.

Pra quem pensou que o jogo estava com o resultado inalterado se deu mal. Aos 46′, Ricardo Oliveira apareceu sozinho na área e recolocou o Galo em vantagem. Os torcedores, então, começaram a deixar o estádio da Fonte Nova, frustrados com o time da casa. Quem saiu, perdeu. Aos 48′, na última chance do jogo, Régis aproveitou erro de Patric e deixou tudo igual novamente: 2 x 2, para delírio da torcida que permaneceu no estádio e empurrou o time mesmo após o gol atleticano.

Bahia e Atlético-MG empataram por 2 x 2 na Arena Fonte Nova (Reprodução/Romildo de Jesus/Futura Press)
Bahia e Atlético-MG empataram por 2 x 2 na Arena Fonte Nova (Reprodução/Romildo de Jesus/Futura Press)

E agora?

Na próxima rodada, o Atlético Mineiro recebe o Internacional no Independência. O duelo acontece na segunda-feira (6), às 20h. Já o Bahia visita o Fluminense, no Maracanã, no domingo (5), às 19h. Antes porém, a equipe baiana tem jogo difícil pelas quartas de final da Copa do Brasil diante o Palmeiras. O jogo de ida acontece na Fonte Nova, às 19h15 de quinta-feira (2). Nas oitavas, o Bahia passou pelo Vasco para seguir firme na busca pelo título.

Melhores momentos

[wpdevart_youtube]watch?v=58SCgtVjjDI[/wpdevart_youtube]

Avatar

Sobre Iago Almeida

Iago Almeida já escreveu 198 posts nesse site..

Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga, interior de Minas Gerais, e residente em Varginha, também em Minas, 25 anos. Cursando o 7° período de jornalismo no Centro Universitário do Sul de Minas - UNIS. "Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".

BetWarrior

Avatar
Iago Almeida
Iago de Almeida Silva, mineiro, nascido em Seritinga, interior de Minas Gerais, e residente em Varginha, também em Minas, 25 anos. Cursando o 7° período de jornalismo no Centro Universitário do Sul de Minas - UNIS. "Desde criança sou vidrado pela área da comunicação. Estou me apaixonando a cada dia mais pelo Jornalismo Esportivo. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".

Artigos Relacionados

Topo