Bahia e Cruzeiro empatam em duelo sonolento

Bahia e Cruzeiro empatam

Na Arena Fonte Nova, neste sábado (20), Bahia e Cruzeiro não saíram do zero e deixaram os torcedores e telespectadores com sono. Sem grande emoção e com o time reserva dos visitantes, o duelo tendeu para o equilíbrio. Ainda mais quando Arthur Caíke foi expulso, deixando os mandantes com um a menos. O duelo foi válido pela 11ª rodada do Brasileirão Série A 2019.

1º tempo

O embate começou devagar e só foi ter uma primeira chance aos 13 minutos. David cruza bola na área e Sassá cabeceia para o gol, mas Douglas defende e evita o gol do Cruzeiro. Porém, um minuto depois e a Raposa perdeu uma chance clara. Após cobrança de escanteio, Fabrício Bruno cabeceou, a bola bateu na zaga e sobrou limpa para Éderson. Mas o garoto mandou a bola na trave, assim, perdendo uma oportunidade clara. Aos 24′ os mineiros chegaram de novo, com Sassá, mas seu chute foi fraco ao gol. Mas o Bahia respondeu numa cabeçada de Juninho, após escanteio, mas para fora. Arthur Caíke foi expulso aos 42′, por falta dura em Jadson. Entretanto, vale ressaltar que o atacante baiano já tinha amarelo.

2º tempo

O complemento chegou com uma chance para cada lado, mas sem grandes emoções. Aos 14′, a primeira defesa. Lucca fez boa jogada pela esquerda e mandou um chute cruzado para defesa de Rafael. Aos 17′ foi a vez do zagueiro Juninho arriscar de fora da área e levar mais risco ao gol cruzeirense. No lance seguinte quase que o mesmo defensor abriu o placar de cabeça completando escanteio. Contudo, bola para fora. As chances eram raras e as oportunidades desperdiçadas.

E agora?

Com o empate, Bahia e Cruzeiro não ficam satisfeitos. Porém, ainda é melhor para os donos da casa, que jogaram o 2º tempo todo com um jogador a menos. Desta forma, o Tricolor de Aço segue na 11ª colocação com 15 pontos. Por outro lado, a Raposa está na 16ª posição, com 10 pontos e podendo entrar na zona de rebaixamento em caso de vitória da Chapecoense sobre o São Paulo nesta segunda-feira (22). O próximo compromisso de Bahia e Cruzeiro pelo Brasileirão é no próximo fim de semana. Os baianos visitam a Chape no domingo (28), às 11h (horário de Brasília), enquanto os mineiros recebem o Athletico-PR, no sábado (27), às 19h (horário de Brasília).

Melhores Momentos

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1108 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 25 anos, jornalista de formação e apaixonado por futebol.Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, sou Peixe, sou Palestra e sou Timão. Sou da Colina, Botafogo, sou Flu e sou do Mengão. Sou Brasil, sou Hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 a 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões, sou Clássico das Multidões. Sou sul, sou nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, sou Raposa, sou Bavi e sou Grenal. Sou Ásia, sou África, sou Barça e sou Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia, sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo