Áustria faz bom jogo, vence Macedônia do Norte e vai à Euro pela terceira vez

Nos demais jogos pelo Grupo G, Eslovênia bate lanterna Letônia e, fora de casa, Polônia derrota Israel
Áustria

Neste sábado (16), foram realizadas as partidas válidas pela 9ª rodada do Grupo G das Eliminatórias da Eurocopa. Assim, mais cedo, na Eslovênia, os donos da casa venceram a Letônia por 1 x 0 através do gol de Igors Tarasovs, contra. Já na Áustria, os mandantes bateram a Macedônia do Norte por 2 x 1. Sendo assim, abriram vantagem com Alaba e Lainer e os visitantes descontaram com Stojanovski. No último jogo do dia, fora de casa, a Polônia derrotou Israel por 2 x 1. Os gols foram marcados por Krychowiak e Krzysztof para os visitantes, enquanto que Munas Dabbur diminuiu para a seleção da casa.

Faltando uma rodada para o fim das Eliminatórias, tudo está definido no Grupo G. Com os resultados, a Áustria garantiu passaporte para a Eurocopa 2020 e vai para a última rodada de olho na liderança. Já a Polônia, que havia se classificado na rodada passada, segue no topo com 22 pontos. As demais seleções vão cumprir tabela na terça-feira (19). Na próxima rodada, todas as partidas acontecem às 16h45 (horário de Brasília). Dessa forma, os Letãs enfrentam os Austríacos, os Macedônios recebem os Israelenses e os Poloneses duelam contra os Eslovenos.

ELIMINATÓRIAS DA EUROCOPA – GRUPO G – 9ª RODADA

ESLOVÊNIA 1 x 0 LETÔNIA

Precisando da vitória para seguir em busca da classificação, quem tomou a iniciativa do jogo foi a Eslovênia. Assim, logo aos 5′, Jokic cruzou para Sporar bater para boa defesa de Steinbors. A Letônia respondeu com Vladislavs em chute pela direita, Oblak defendeu. Em seguida, de fora da área, Kurtic acertou a trave dos visitantes. Sendo assim, os donos da casa seguiram buscando o gol através de Vuckic. Aos 29′, em cabeçada de Dubra, os letãs assustaram. Na sequência, os mandantes fizeram uma blitz com Sporar e Vuckic, mas sem êxito. A partida já se encaminhava para o final da jornada quando Verbic arrematou para fora.

Na etapa final, a Letônia conseguiu equilibrar as ações, mas um erro no princípio do tempo definiu a partida. Assim, aos 7′, Igors Tarasovs mandou contra a própria meta, abrindo o placar. Com a desvantagem, os visitantes se mandaram ao ataque na cabeçada de Gutkovskis. Somente aos 21′, de fora da área, Stojanovic testou Steinbors. Após, as equipes alternavam boas chances, mas não conseguiram chegar ao gol. Dessa forma, aos 25′, Kamess quase empatou de cabeça. Em seguida, Ilicic mandou da intermediária para fora. No entanto, o placar não se alterou e a Eslovênia comemorou a vitória que a mantém viva na competição.

Melhores momentos: Em breve

ÁUSTRIA 2 x 1 MACEDÔNIA DO NORTE

Com maior posse de bola e domínio territorial, a Áustria massacrou na etapa de início da partida. Assim, chegou ao primeiro gol logo aos 6′. Stefan Lainer deu passe em profundidade para David Alaba, que de dentro da área, bateu para abrir o placar. Mesmo com a vantagem, os donos da casa seguiram martelando em busca do segundo gol. Dessa forma, Arnatouvic recebeu passe, mas chutou para fora. Em seguida, o camisa 7 finalizou pela direita, mas, novamente, desperdiçou boa chance. Na sequência, Alaba arriscou de fora da área e Arnautovic mandou de cabeça. Na reta final, Sabitzer e Lazaro experimentaram, mas não marcaram.

A etapa final iniciou com pressão da Áustria através de Lazaro chutando dentro da área. Assim, aos 2′, após escanteio batido por Dragovic, a bola sobrou para Stefan Lainer finalizar no centro do gol e ampliar o marcador. Depois do tento, a Macedônia do Norte cresceu na partida e equilibrou as ações com Bardhi e Zajkov No último terço da partida, intensificaram a pressão com Stojanovski tentando duas vezes. Entretanto, os Austríacos responderam com Dragovic e Sabitzer. Após novas investidas, os visitantes diminuíram, nos acréscimos, com Stojanovski de cabeça aproveitando bola alçada na área em cobrança de falta.

ISRAEL 1 x 2 POLÔNIA

O primeiro tempo foi de amplo domínio dos donos da casa. Assim, a Polônia fez o abafa inicial com Zielinski finalizando para defesa de Marciano após passe de cabeça de Krychowiak. Em seguida, de um ângulo difícil, Szymanski arrematou para nova defesa do arqueiro visitante. Aos 3′. após escanteio, a bola sobrou para Krychowiak, debaixo da barra, mandar para o gol. Já na segundo metade, os mandantes seguiram em busca do segundo gol com Szymanski, duas vezes, e Frankowski. Na reta final da etapa, Zielinski tentou em duas ocasiões, mas a bola parou na boa atuação de Marciano.

Querendo definir o jogo, a Polônia começou a etapa final em busca do segundo gol. Sendo assim, Grzegorz experimentou de fora da área. Em seguida, após escanteio, Piatek acertou a trave israelense. Aos 8′, Krzysztof balançou a rede, depois de um escanteio, 2 x 0. Superado os 15′ iniciais, Israel assustou com Dabbur. Após, as ações foram niveladas com Zahavi e o camisa 9 tomando as ações pelos mandantes. A partida seguiu com alternância de chances entre as equipes. Já na reta final, após chegada com Hazizia, Dabbur diminuiu para a Seleção de Israel. A Polônia ainda investiu duas vezes, mas o placar estava definido.

Foto Destaque: Reprodução / Eurosport 

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 284 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

BetWarrior

Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados

Topo