Athletico-PR e Flamengo empatam com VAR polêmico

Equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira (17), no Maracanã

Nesta quarta-feira (10), a Copa do Brasil retornou em suas Quartas de Final no confronto entre Athletico-PR e Flamengo, em seu jogo de Ida disputado na Arena da Baixada. Depois de ter três gols anulados por impedimento, o Furacão abriu o placar com Léo Pereira. Entretanto não contava com a bela finalização de Gabigol, que ditou o resultado final por 1 x 1. Confira todos os detalhes da partida:

1º TEMPO

Fazendo valer o “fator-casa”, os anfitriões chegaram pela primeira vez com Rony, logo aos três minutos. Depois de falha de Rodrigo Caio, o camisa 7 ajeitou na meia-lua para bater. No entanto,  foi logo travado por Renê, que evitou a primeira finalização certa do duelo.

Ainda que os visitantes pressionassem a saída de bola de Santos, sobretudo com orientações do novo comandante Jorge Jesus, a polêmica se deu em bola recuada a Diego Alves. Em tentativa de pegar a bola com a mão dentro da área, o goleiro flamenguista acabou pegando ainda fora dela. Mas o árbitro de vídeo interpretou o lance como normal e sequer chamou Anderson Daronco por uma possível expulsão, caso constatada certa malícia do jogador.

O camisa 1 do Flamengo ainda salvou a “lei do ex”. Na pressão sofrida após o Athletico-PR avançar a marcação, um recuo errado do setor médio colocou Marcelo Cirino em boa situação de conclusão. Contudo, parou na tentativa de drible, defendida pelo arqueiro.

Marco Ruben, artilheiro da equipe no ano com nove gols, chegou a anotar o tento que abriria vantagem por duas vezes. Enquanto isso, o assistente pegou irregularidade de Márcio Azevedo e Nikão, que haviam iniciado as jogadas.

https://twitter.com/AthleticoPR/status/1149127662037798912

2º TEMPO

Se na primeira etapa o domínio havia sido dos donos da casa, o gol de Léo Pereira foi a grande consagração. Aos cinco minutos, o zagueiro aproveitou leve desvio de Willian Arão depois de escanteio cobrado e abriu o placar ao Furacão.

O lance seguinte voltou a ser polêmico: um possível pênalti de Renê em Cirino. Revisto pelo VAR, uma falta polêmica em Rodrigo Caio na origem da jogada foi assinalada, cuja marcação anulara o penal.

O tempo de espera por uma decisão foi importante ao Mengão, já que na jogada seguinte empatou a partida. Renê cobrou forte lateral aos pés de Gabriel, que soube escorar o marcador e saiu em frente ao guarda-redes. O camisa 9 ainda teve tempo de dar lindo toque por cobertura para marcar seu 15º gol no ano.

E AGORA?

O jogo em aberto será disputado na próxima quarta-feira (17), no Maracanã, em partida de volta da Copa do Brasil 2019. Antes disso, Athletico-PR e Flamengo entram em campo pelo Brasileirão no domingo (14).  Os times recebem Internacional e Goiás, às 16h e 11h (horário de Brasília), respectivamente.

MELHORES MOMENTOS

Igor Ribeiro

Sobre Igor Ribeiro

Igor Ribeiro já escreveu 115 posts nesse site..

Igor Ribeiro, 19 anos, é um apaixonado por futebol.Nascido no ano de 2000 em Campinas, interior de São Paulo, sempre mostrou grande afeição por esportes. Fez-se muito interessado pelas leituras em jornais e o interesse acerca do futebol foi a principal influência para sua escolha ao Jornalismo, área que desde cedo escolhera.Com essa paixão presente em sua vida, sempre é o primeiro no “vamos organizar um futebol” e totalmente contra gritar gol antes da hora!

Igor Ribeiro
Igor Ribeiro
Igor Ribeiro, 19 anos, é um apaixonado por futebol.Nascido no ano de 2000 em Campinas, interior de São Paulo, sempre mostrou grande afeição por esportes. Fez-se muito interessado pelas leituras em jornais e o interesse acerca do futebol foi a principal influência para sua escolha ao Jornalismo, área que desde cedo escolhera.Com essa paixão presente em sua vida, sempre é o primeiro no “vamos organizar um futebol” e totalmente contra gritar gol antes da hora!

Artigos Relacionados

Topo