Athletico-PR bate Flamengo e silencia o Maracanã

Após empate no tempo normal, Furacão derrota os cariocas nos pênaltis e está na semifinal da Copa do Brasil

O Athletico-PR está nas semifinais da Copa do Brasil. Diante de quase 70 mil espectadores no Maracanã, Flamengo e Furacão empataram em 1 x 1 no tempo regulamentar, com o time carioca jogando melhor. Entretanto, nos pênaltis, o clube paranaense venceu por 3 x 1, silenciou a torcida Rubro-negra presente no estádio e avançou entre os quatro melhores da competição nacional. Gabigol marcou no tempo normal para o Urubu enquanto Rony fez para os visitantes.

1º TEMPO

O Flamengo demonstrou superioridade desde o princípio, tendo maior posse de bola e pressionando o adversário. De Arrascaeta estava querendo jogo, e aos sete’, o uruguaio levou perigo ao gol de Santos após cabeceio, que o goleiro defendeu. Entretanto, o meia sentiu a coxa quatro minutos mais tarde e foi substituído por Vitinho. O atacante Lincoln estava bem na partida, também. Aos 15’, ele acertou a trave após finalização e desvio do goleiro do Athletico-PR. Ademais, o atacante novamente teve a chance no lance seguinte, mas chutou mal e o guarda-redes agarrou sem dificuldades.

A saída de De Arrascaeta teve efeito no jogo do Flamengo. A equipe caiu de produção na segunda metade do primeiro tempo. Além disso, o Furacão começou a se soltar um pouco mais e levou perigo. A melhor chance do Athletico-PR foi ao 29’, quando Rony chutou por cima do gol. Ademais, o jogo ficou bastante truncado, com muitas faltas e alguns amarelos sendo distribuídos. Dois para o Urubu e um para a equipe paranaense. O time carioca terminou a etapa inicial superior nos números com 63% de posse de bola e três chances reais de gol, contra uma do adversário.

2º TEMPO

A equipe da Gávea voltou igual como havia jogado na primeira etapa, controlando a bola e tentando avançar para chegar com perigo. Aos 13′, Berrío entrou no lugar de Lincoln, mas só três minutos depois a nação iria comemorar. Após drible de Vitinho que deixou Jonathan no chão, o atacante cruzou para Éverton Ribeiro. O meia ajeitou de cabeça para Gabigol chutar e abrir o placar para o Flamengo no Maracanã, levando a torcida ao delírio.

Parecia que o jogo não ia sair do controle do Flamengo. O Urubu continuava dominando as ações da partida e a posse de bola. Além disso, o Athletico-PR não conseguia puxar contra-ataques e nem levar perigo ao gol de Diego Alves. Entretanto, o jogo mudaria a partir dos 31′, Bruno Guimarães colocou Rony em velocidade e o atacante marcou o gol de empate do Furacão quando menos se esperava. Os donos da casa sentiram o tento sofrido e começaram a deixar espaço. Nos minutos finais, o atacante do time paranaense quase fez o segundo, mas a bola foi para fora e a partida, para as penalidades máximas.

PÊNALTIS

O Flamengo iniciou as cobranças com Diego, capitão da equipe. Entretanto, o meia cobrou muito mal e Santos nem se esforçou para fazer a defesa. Jonathan e Lucho González marcaram para o Furacão. Vitinho também errou do lado dos mandantes, deixando o clima tenso. Porém, Diego Alves pegou o chute de Bruno Nazário, colocando alguma esperança. Além disso, Cuellár acertou seu pênalti, o que empolgou a torcida. Mas Éverton Ribeiro desperdiçou sua chance também. Coube a Bruno Guimarães acertar sua tentativa e colocar o Athletico-PR nas semifinais da Copa do Brasil.

E AGORA?

Com a eliminação, o Flamengo concentra todas as suas atenções no Brasileirão e na Conmebol Libertadores. Além disso, a equipe de Jorge Jesus volta a campo no próximo domingo(21), às 16h, quando enfrenta o Corinthians em São Paulo. Já o Athletico-PR enfrenta o Grêmio nas semifinais da Copa do Brasil, e volta a campo no sábado(20), às 19h, quando enfrenta o CSA, em Maceió pela Série A.

MELHORES MOMENTOS

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 142 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 18 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5


Que tal assistir a final da Libertadores no Chile? Cadastre-se e concorra:

Rexona


Forza Football

 

Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 18 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5
https://offbook.sport.blog/

Artigos Relacionados

Topo