Argentina x Venezuela – Prognóstico rumo à Belo Horizonte

Com moral, Venezuela encara a Argentina para ser a zebra da Copa América

Na tarde desta sexta-feira (28), Argentina e Venezuela fazem o segundo jogo das quartas de final da Copa América 2019. As duas equipes chegam a essa fase, depois de ficarem em 2º lugar em seus grupos, porém, é a Vinotinto que chega mais motivada pela campanha que fez, pois ainda não perdeu. Quem vencer, encara o Brasil que bateu o Paraguai, em decisão dramática.

Argentina

A campanha mediana do time alviceleste, serviu para ligar o alerta na fase decisiva da Copa América. Com uma derrota (Colômbia), um empate (Paraguai) e uma vitória (Qatar), os comandados de Lionel Scaloni querem empolgar de vez na competição. Para a partida de logo mais, os olhos mais uma vez estarão voltados à Messi, que balançou as redes uma vez e precisa mostrar mais. O técnico argentino também deve promover mudanças, como Pezella na vaga de Saraiva e Acuña no meio no lugar de Lo Celso, já o zagueiro Foyth deve permanecer na lateral direita.

Provável escalação: Armani; Pezella, Foyth, Otamendi e Tagliafico; Paul, Paredes e Acuña; Messi, Lautaro Martínez e Aguero. Técnico: Lionel Scaloni.

Venezuela

A Vinotinto terminou no mesmo 2º lugar dos argentinos, porém no Grupo A, que tinha o Brasil. Invictos até aqui na competição, com dois empates (Brasil e Peru) e uma vitória (Bolívia), os comandados de Rafael Dudamel, e ele próprio, sente que é possível vencer a Argentina. Entretanto, assim como o rival, os problemas também aparecem na equipe, como Villanueva, que está com suspeita de dengue e Osório com dores musculares. O grande artilheiro do time, Rondón, está confirmado para a decisão.

Provável escalação: Fariñez; Hernández, Chancellor, Mago e Rosales; Moreno, Rincón, Machís, Savarino e Añor; Salamon Rondón. Técnico: Rafael Dudamel.

Retrospecto

As seleções já jogaram 24 vezes em toda a história e os argentinos têm amplo favoritismo, com 20 vitórias, dois empates e duas derrotas. Pela Copa América, a Argentina ganhou todas as cinco partidas que fizeram. Entretanto, a Venezuela detém uma invencibilidade de três jogos no confronto, empatando duas e vencendo o último encontro, num amistoso realizado em Madrid, por 3 x 1.

Aposta indicada

Mesmo com os últimos jogos sendo favoráveis a equipe da Venezuela, espera-se um duelo onde a Argentina proponha mais o jogo e possa ter mais oportunidades de gols contra o adversário. Sendo assim, espera-se uma vitória alviceleste no confronto, e a 1XBET está pagando 1.61 e será que faremos nossa aposta na partida.

Odds: 1 (6.95) x (3.94) 2 (1.61)

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 855 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados

Topo