Argentina bate Venezuela, e fará clássico contra o Brasil na semifinal da Copa América

Em mais uma atuação abaixo do esperado, Messi não brilhou no Maracanã e foi coadjuvante na vitória argentina

Na tarde desta sexta-feira (28), no Estádio do Maracanã, a Argentina derrotou a Venezuela pelo placar de 2 x 0, e avançou à semifinal da Copa América, onde enfrentará a seleção brasileira, que venceu o Paraguai. Com Messi tendo uma tarde apagada, os jovens Lautaro Martínez e Lo Celso foram os personagens principais da vitória Albiceleste. O artilheiro Rondón foi muito bem marcado por Otamendi e pouco fez pela Vinotinto.

1º TEMPO

Como já era de se esperar, a Argentina tomou a iniciativa do jogo. Logo aos 3′, a dupla de ataque argentina trabalhou e Agüero recebeu de Lautaro Martínez, finalizando de primeira, cruzado, obrigando o goleiro Fariñez a praticar bela defesa. O primeiro gol aconteceu aos 10′, quando a Albiceleste já havia conseguido cinco escanteios e estava com 80% de posse de bola. Na quinta cobrança de escanteio, Messi levantou na área, a bola passou por todo mundo, sobrou para Agüero finalizar de primeira e Lautaro completar de letra para o gol – a bola ainda passou por baixo das pernas de Fariñez.

A Vinotinto equilibrou a partida após sofrer o gol e subiu mais para o ataque, porém, sem conseguir finalizar com perigo à meta defendida por Armani. Aos 40′, a melhor chance venezuelana. Em cobrança de escanteio, o zagueiro Chancellor usou seu 1,98m para subir mais alto que toda a zaga argentina e cabecear com perigo.

2º TEMPO

Com a Venezuela buscando o empate, aos 48′ já pintou o primeiro contra-ataque para os argentinos. O volante Paredes acionou Lautaro, que finalizou colocado, deslocando Fariñez, mas a bola bateu na trave. O técnico da Venezuela, Rafael Dudamel, colocou o atacante Soteldo na vaga do zagueiro Mago, para jogar como meia armador. Na sequência, o técnico Lionel Scaloni respondeu com a entrada de Di Maria, no lugar de Lautaro. Um buscava mais intensidade e o outro fortalecia seu contra-ataque.

A Venezuela trocava passes com calma para tentar chegar ao gol de empate. Aos 70′, a melhor chance de gol para os venezuelanos foi desperdiçada. O meia Rincón deu ótimo passe para o lateral-direito Hernández, que invadiu a área e finalizou para importante defesa de Armani. O castigo veio quatro minutos depois. Os argentinos pressionaram a saída e roubaram a bola. Agüero dominou e finalizou fraco, mas Fariñez falhou na tentativa de defesa e soltou nos pés de Lo Celso, que só teve o trabalho de tocar para o gol vazio. Foram 20 minutos, até o apito final, de uma Argentina esperando ainda mais a Venezuela, que dependia das jogadas individuais de Soteldo.

E AGORA?

Com a derrota, a seleção venezuelana se despede da Copa América. Já a Argentina volta à campo na próxima terça-feira (2), para enfrentar o Brasil, no Estádio do Mineirão, às 21h30 (horário de Brasília), em partida válida pela semifinal da competição.

MELHORES MOMENTOS

Edson Guimarães

Sobre Edson Guimarães

Edson Guimarães já escreveu 94 posts nesse site..

Meu nome é Edson Guimarães, tenho 22 anos e inicio em 2019 o último ano de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, juntamente do amor pelo meu clube do coração, vulgo Santos Futebol Clube. A junção de duas paixões (futebol e escrita) começou de fato em 2015, ano que dei pontapé inicial à minha graduação. Meus espelhos da comunicação social esportiva são Mauro Cézar Pereira (ESPN) e André Hernan (Sportv).


 

365 Scores

 

Edson Guimarães
Edson Guimarães
Meu nome é Edson Guimarães, tenho 22 anos e inicio em 2019 o último ano de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, juntamente do amor pelo meu clube do coração, vulgo Santos Futebol Clube. A junção de duas paixões (futebol e escrita) começou de fato em 2015, ano que dei pontapé inicial à minha graduação. Meus espelhos da comunicação social esportiva são Mauro Cézar Pereira (ESPN) e André Hernan (Sportv).

Artigos Relacionados

Topo