Amor pelo campo e infância: a relação de Kobe Bryant com a Itália e o Calcio

- O ex-jogador da NBA morreu aos 41 anos, era fanático pelo Milan e morou na Itália
Kobe Bryant

No último domingo (26), uma lenda do basquete e do esporte nos deixou. Kobe Bryant faleceu aos 41 anos, vítima de um acidente de helicóptero. Junto com ele, estava sua filha Gigi Bryant e mais três pessoas, que também não sobreviveram. Apesar dos seus feitos no basquete, Kobe também era muito conhecido por ser um grande fã de futebol. Justamente porque viveu na Itália durante sua infância, se apaixonando pelo país e por um clube: o Milan. Além disso, o ex-ala armador tentou a carreira no campo, antes de se tornar histórico com a bola laranja.

RELAÇÃO DE KOBE BRYANT COM A ITÁLIA

Aos seis anos de idade, Kobe se mudou para a Terra da Bota, em razão de seu pai. Também jogador de basquete, Joe Bryant havia sido contratado por uma equipe do país, o Sebastiani Rieti, da Itália, depois de grande sucesso na NBA. Com isso, o futuro ala-armador morou até os 12 anos de idade no país, antes de voltar aos EUA e se destacar em seu período de High School com a laranja. Porém, o ex-camisa 8 e 24 do Los Angeles Lakers criou um vínculo muito especial com o país europeu, durante os anos que passou lá, sobretudo por um clube.

Leia mais:

Coronavírus: Superliga chinesa é adiada por causa da doença

Pumas e Juaréz vencem no domingo de Liga MX

De pênalti, Lincoln garante vitória do Santa Clara frente ao Famalicão

Kobe Bryant era um torcedor declarado do Milan. Sendo assim, criou um vínculo muito forte com a equipe Rossonera, durante seus anos como residente na Itália. Amor esse, que nunca se perdeu durante toda sua vida. Aos 35 anos, Kobe passou um período no centro de treinamento da equipe italiana, para tratar uma grave lesão no tornozelo, e se declarou ao heptacampeão europeu.

“Quando eu era pequeno, via Gullit, Rijkaard, Van Basten, Maldini. Sempre foi meu time favorito. Em Los Angeles, eu tenho um cachecol do Milan e uma camiseta pendurados no meu armário no vestiário”, disse Kobe para a Milan TV.

Em suas redes sociais, o Milan se despediu do Kobe Bryant lamentando a morte. Sendo assim, o clube Rossonero lançou uma nota em memória do ex-jogador de basquete.

“Não temos palavras para expressar como estamos chocados ao ouvir o trágico falecimento de um dos maiores esportistas de todos os tempos e fã rossonero, Kobe Bryant. Todos os nossos pensamentos estão com as famílias das pessoas afetadas por este trágico acidente. Você fará falta para sempre, Kobe”, escreveu a equipe Rossonera.

DE UM QUASE JOGADOR DE FUTEBOL A UM LENDÁRIO ARMADOR NO BASQUETE

Kobe Bryant era apaixonado por futebol. Primeiramente, por todos os seus anos na Itália. Além disso, por um período, quase tentou a carreira dentro das quatro linhas. Entretanto, durou pouco. Devido sua estatura, jogava de goleiro, mas resolveu mesmo seguir os passos de seu pai e se aprofundar na bola laranja. Mesmo assim, o amor pela pelota continuou e Kobe tinha vários amigos no futebol.

Um deles, mais que querido por ele, era Ronaldinho Gaúcho. Ambos com histórias ligadas pelo Milan. O ex-jogador de futebol dos Rossoneros, Barcelona, PSG e Seleção Brasileira lamentou profundamente a morte de um amigo.

Kobe Bryant se consagrou na história da NBA. Sobretudo, na história do Los Angeles Lakers, considerado o maior jogador da história da franquia. Pela equipe onde agora reina LeBron James, o ex-camisa 8 e 24 é o quarto maior cestinha da história da NBA, inclusive sendo ultrapassado por James no último sábado. Além disso, foi cinco vezes campeão da maior liga de basquete do mundo e conquistou dois ouros olímpicos pelos EUA em 2008 e 2012.

#RIPMAMBA

Foto destaque: Divulgação/AC Milan

Caíque Ribeiro

Sobre Caíque Ribeiro

Caíque Ribeiro já escreveu 388 posts nesse site..

Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

365 Scores

BetWarrior


Caíque Ribeiro
Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 19 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados

Topo